Resenha: Atraído - Emma Chase

Titulo original: Tangled.
Autor: Emma Chase.
Editora: Universo dos Livros.
Ano de lançamento: 2013.
Ano de lançamento no Brasil: 2014.
Número de páginas: 272.
Pontuação: ♥ ♥ ♥ ♥ 


https://3.bp.blogspot.com/-mh_ACKv36tE/VhnrK8z4FII/AAAAAAAAAOQ/FOUJqf3n9yI/s320/SINOPSE: Drew Evans venceu na vida. Charmoso e arrogante, ele fecha negócios milionários e seduz as mulheres mais lindas de Nova York apenas com seu sorriso. Seus amigos são leais e sua família o apoia. Então porque ele está trancado em seu apartamento há sete dias, terrivelmente deprimido? Ele dirá que está gripado, mas isso obviamente não é verdade. Katherine Brooks é uma mulher linda, inteligente e ambiciosa, que não deixa nada nem ninguém distraí- lá de sua busca pelo sucesso. Ela foi contratada pela empresa de investimentos do pai de Drew, o que vira a vida do rapaz de cabeça para baixo: a competição com ela o estressa, sua atração por ela o distrai e suas investidas fracassadas o frustram. Logo quando Drew achava estar próximo de ter tudo aquilo que queria, seu excesso de confiança põe tudo a perder. Será que ele conseguirá enfrentar os contratempos e vencer o verdadeiro desafio de sua vida: o amor?

Drew tem a vida perfeita, não é clichê não, ele tem sim, tudo o que um cara (notem que eu sublinhei a palavra ‘cara’) pode querer: dinheiro, um trabalho que ele realmente ama, amigos fieis, uma família que o ama e apoia e mulheres aos seus pés. Ele trabalha como bancário e faz isso muito bem, mas se na semana Drew trabalha intensamente, nos finais de semana ele se diverte mais intensamente ainda, cada fim de semana em um bar badalado diferente e com uma garota diferente. Ele escolhe a sortuda que terá o prazer de ir para cama com ele e BAM! Jogo ganho, ele não precisa nem se esforçar, as garotas se jogam nele! Por que sempre um bar diferente com uma garota diferente? Pelo simples fato de que Andrew Evans, não anda numa mesma montanha-russa duas vezes. Drew Evans não quer compromisso, ele apenas quer diversão e das boas.

“Mas aqui vai mais uma informação para você: quando eu termino, eu realmente termino. Não sou aquele cara que anda numa montanha-russa duas vezes. Uma vez já basta, e depois a vibração acaba e o interesse termina.” – Drew, Pág.15.

Até então tudo bem, a vida do cara é um paraíso, só que em uma de suas noitadas, Drew encontra em um bar uma moça por quem se vê atraído, ela tem belos – não, lindos muito lindos – olhos e uma bunda de arrasar, porém ao tentar se aproximar da dama ela o rejeita. Ok então ela não quis ser mais uma na lista de Drew, pior para ela certo?...Erradooo! 

Na segunda ao chegar ao trabalho, Drew é informado de um novo membro muito promissor que acaba de chegar à empresa, Katherine Brooks, ou como ela prefere Kate. E para espanto de Drew, Kate é justamente a mulher que rejeitou suas investidas, e é justamente a mulher dona dos olhos –e da bunda – que Drew não conseguiu esquecer! 

“A garota do bar. A garota que deixei escapar. A garota cuja boca ainda quero desesperadamente sentir no meu #$%&@. 


E ela trabalha aqui. No meu escritório, onde prometi nunca... nunca...transar.Sua mão macia e quente toca a minha,e dois pensamentos invadem minha cabeça ao mesmo tempo.

O primeiro é: Deus me odeia. O segundo é: tenho sido um menino mau, muito mau durante toda minha vida, e está é minha punição. Você sabe o que dizem sobre punição, certo? 

Isso mesmo é uma merda.” – Drew,Pág.28.


Agora Drew se vê em um grande problema, ele tem seu lema de autodeterminação, que sempre foi mais forte que tudo. Seu escritório, seu local de trabalho é sagrado, ele nunca se relacionou com alguém da empresa. No entanto ter Kate todos os dias ali tão linda e sexy, tão próxima de seus olhos, mas tão longe de suas mãos, está acabando com seu lema e seus princípios.

“Está me vendo ali, em minha mesa, resmungando como um maldito esquizofrênico sem medicação? 


Aquele sou eu, me lembrando dos princípios e das crenças sagradas que me trouxerem a este ponto da minha vida. Que me tornaram um sucesso indiscutível na cama e no trabalho. Que nunca falharam antes. Que estou morrendo de vontade de jogar pele porra da janela. Tudo por causa da mulher que está no escritório ao final do corredor.” – Drew.Pág.29.

Para aumentar ainda mais o desespero de Drew, ele e Kate terão que trabalhar juntos em um projeto para fechar contrato com um importantíssimo cliente. Toda essa aproximação – mesmo a nível profissional - está acabando com as cabeças de Drew (sim no plural espero que você me entenda). O pior de tudo é que ele descobre em Kate uma mulher forte e de fibra, que é determinada e sabe aonde quer chegar e como chegar para obter suas metas. Além do mais ela é linda, charmosa e doce, entre outras mais qualidades. Drew começa a perceber que ele está MUITO atraído por ela, e que ela não é mulher para apenas uma noite – sim ele está disposto a quebrar a regra da ‘montanha-russa’- e sim para algo mais. 
Usando de todo o seu charme para conquista-la, Drew está quase alcançando seu objetivo, só que sua confiança exagerada faz com que ele comenta um pequeno – gigantesco- deslize, e põe tudo a perder.



“As mulheres se apaixonam mais rápido do que os homens.Com mais facilidade e mais frequência.Mas,quando os homens se apaixonam?Nos chegamos ao fundo do poço.E quando as coisas vão mal?Quando não somos nós que terminamos? Não conseguimos nos afastar. 

Nós rastejamos. “– Drew, Pág.174.


Agora desesperado totalmente, ele quer, não ele precisa reparar seu erro e correr atrás do prejuízo, Drew tem que mostrar que não é apenas um cara (Agora você vai entender porque eu sublinhei o ‘cara’) e sim um homem maduro e responsável capaz de manter um relacionamento sério.


“Então não vou desistir. Não vou jogar tudo para o alto. Não até que ambos tenhamos o que queremos. Um ao outro.” - Drew, Pág.188.


Atraído, é narrado em primeira pessoa, o protagonista Drew Evans é muito engraçado, carismático e cativante, a escritora conseguiu fazer com que o leitor sentisse como se o próprio personagem estivesse cara a cara contando sua história,narrando e detalhando os fatos. A maioria dos livros contados em primeira pessoa não da à sensação de ‘visão panorâmica’, deixe-me explicar melhor, às vezes com a narração em primeira pessoa o leitor só tem a visão muito profunda de quem narra e acaba dando razão apenas para aquele personagem, toma suas dores e sente suas emoções . Isso não acontece em Atraído, da forma que Drew narra os fatos, o leitor tem uma melhor visão de tudo, ainda não chega a ser completa como os livros narrados em terceira pessoa (que são meus favoritos) ou os com narração intercalada de personagens, mas a leveza e o ar cômico que o protagonista dá a estória é um dos pontos altos do livro, a forma como ele conversa com o leitor, como praticamente advinha o que o leitor vai pensar de suas atitudes e as respostas que ele da às perguntas que ele faz a você são hilárias. 
Atraído é um livro do gênero New Adult,tem cenas de sexo,não chega a ser um 50 Tons da vida,porém tem cenas bem calientes,não acho que exista uma faixa etária literária,isso fica a cargo de cada um,mas aviso de ante mão que há cenas de sexo no livro e palavrões. Se você curte esse tipo de livro (que em particular eu ado-O-ro!). Atraído, é uma ótima indicação, um dos melhores do gênero e um dos meus top favoritos. 
Espero que tenham gostado,boa leitura e até a próxima !!!




Autor (a) da resenha: Kessia G. N.

0 comentários :

Postar um comentário