Resenha: Trono de Vidro- Sarah J. Mass

Livro: Trono de Vidro, Vol. 01
Série: Trono de Vidro
Autor (a): Sarah J. Maas
Páginas: 388
Editora: Galera Record
Pontuação:  ♥ ♥ ♥ ♥

Sinopse: Depois de cumprir um ano de trabalhos forçados nas minas de sal de Endovier por seus crimes, Celaena Sardothien, 18 anos, é arrastada diante do príncipe. Príncipe Dorian lhe oferece a liberdade sob uma condição: ela deve atuar como seu campeão em um concurso para encontrar o novo assassino real. Seus adversários são ladrões e assassinos, guerreiros de todo o império, cada um deles patrocinados por um membro do conselho do rei. Se ela vencer seus adversários em uma série de etapas eliminatórias servirá no reino durante três anos e em seguida terá sua liberdade concedida.
Celaena acha suas sessões de treinamento com o capitão da guarda Westfall desafiadoras e exaustivas. Mas ela está entediada com a vida da corte. As coisas ficam um pouco mais interessantes quando o príncipe começa a mostrar interesse por ela… Mas é o rude capitão Westfall que parece entendê-la melhor.
Então um dos outros concorrente aparece morto rapidamente seguido por outros… Pode Celaena descobrir quem é o assassino antes que ela se torne a nova vítima? À medida que a investigação da jovem assassina se desenrola a busca por respostas a leva descobrir um destino maior do que ela jamais poderia ter imaginado.

Celaena é a assassina mais famosa do reino de Ardalan e, depois de finalmente ser presa, é destinada a passar o resto de sua vida na prisão que, na verdade, é uma mina onde ela precisa trabalhar o tempo inteiro. O príncipe de Ardalan vai visitá-la e a oferece uma chance de ter sua liberdade de volta. O que ela precisa fazer? Deve entrar em uma competição de vida ou morte, onde somente o vencedor sobreviverá e será o grande “Campeão” do Rei – que ela odeia -, assim trabalhando para ele por quatro anos e depois, finalmente, poderia ser livre. Os problemas começam quando os competidores são misteriosamente assassinados e agora Celeana precisa descobrir o que está acontecendo antes que ela seja a próxima vítima. 


“O Capitão mordeu o pão. Celaena o observava com a cabeça inclinada. Algumas vezes ele sentia que ela o olhava como se Chaol fosse um camundongo e Celaena, um gato. Restava saber quando viria o bote” 

A premissa do livro não é lá muito original, mas os personagens e o ambiente criado pela autora é o que compensa no livro. No início da leitura o leitor pode ficar um pouco decepcionado, pois o ritmo é lento e não instiga quem está lendo a continuar acompanhando o desenrolar da trama. Porém, isso muda e, pode acreditar, muda da água para o vinho. 

“- Aprender a perder com graciosidade não foi parte de seu treinamento?


- Não - respondeu Celaena, com amargura - Arobynnme dizia que o segundo lugar é apenas um título bonitinho para o primeiro perdedor.” 


Eu sou apaixonado por livros que mostram personagens femininos fortes, que não são cheias de drama e complexos pessoais, e vai ver por isso que eu adorei a Celaena. Ela é uma personagem bem diferente do que estamos acostumados a ler em YA. Ao mesmo tempo em que temos uma assassina, que não tem medo de falar o que pensa, também vemos uma mulher que é preocupada com a sua aparência e físico e que se abala por amores como qualquer outra mulher, o que realmente é muito difícil de ver em heroínas. 

“Eu gosto de música - respondeu ela, devagar - porque quando a ouço, eu... eu me perco dentro de mim mesma, se é que isso faz sentido. Eu me torno vazia e cheia ao mesmo tempo e consigo sentir a terra inteira se agitar ao meu redor. Quando toco, não sou... pelo menos uma vez, não estou destruindo. Estou criando.” 

Algo que me incomodou bastante no livro e que me decepcionou logo de cara, foi o desenvolvimento fraco dos personagens. A autora criou membros e personalidades tão incríveis, mas esqueceu do principal, que é trabalhar a vida de cada um e dizer ao leitor o motivo de estarem ali afinal. Isto é uma pena, mas espero que nos próximos livros ela corrija isso, já que Trono de Vidro é uma série. 

Sarah J. Mass me surpreendeu de uma forma muito positiva. No ano de 2015, li poucas fantasias, porque queria explorar novos gêneros, e ter lido Trono de Vidro foi muito bom para me lembrar o porquê de ser meu gênero literário favorito. A escrita da autora é gostosa e detalhada, gostei da forma como ela descreveu os momentos, as confusões, as sensações dos personagens. Recomendo bastante a leitura!


Autor (a) da resenha: Luan Henrique Almeida

4 comentários :

  1. Todo mundo falando desse livro, me deu vontade de ler, só essa edição que não me chama a atenção, mas tudo bem, o importante é a leitura, né?
    Ótima resenha :)

    blogleitorit.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, esse livro é bastante elogiado não só aqui como lá fora e eu entendi o motivo pois esse livro é muito bom. Dizem que o segundo é ainda melhor, não vejo a hora de começar. Sim, o importante é a leitura e recomendo. Muito obrigado! :)

      Excluir
  2. Eu já tenho uma opinião bem diferente.
    Li esse livro com as expectativas lá nas alturas e só me decepcionei. Diziam que Celaena era isso e aquilo, que ela fazia e acontecia, mas na real, não vi nada de mais. Achei o livro bem ok. E sem contar que o romance é muuito chato, quase larguei o livro por isso. Mas quando chegou no final, eu até gostei. O romance tinha saído de foco. Hahaha
    Dei minha opinião no meu blog explicando o porquê de não ter gostado tanto assim do livro, se quiser, dá uma passada lá.
    E apesar de discordar da tua opinião, eu gostei da resenha ;)

    www.perfectpick001.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respeito a sua opinião, eu também coloquei bastante expectativas em cima desse livro e me decepcionei em alguns pontos da história. Contudo, eu gostei bastante da leitura do livro, da personagem principal (apesar de achar que a autora poderia ter mostrado mais o lado assassino da Celaena) e da escrita da autora. Gostei bastante do romance, já eu achei que foi a melhor parte do livro que é um pouco lento em sua construção demorando para atingir o ápice da história. Também gostei do mistério relacionado as mortes dos competidores. Muito obrigado pela sinceridade com que expôs a sua opinião, valorizo muito isso e pode ter certeza que vou conferir m seu blog a sua resenha acerca do livro. Já estou seguindo e se puder retribuir ficarei imensamente agradecido. Fico feliz que tenha gostado! :)

      Excluir