Resenha: Tensão- Gail McHugh

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580413731
Autora: Gail McHugh
Páginas: 336
Ano: 2015
Pontuação: ♥ ♥ ♥ ♥

Sinopse: Tensão – Após a morte da mãe, a vida de Emily Cooper virar de cabeça para baixo. Ela precisa de um novo começo, e Dillon Parker, seu namorado, a convence a se mudar para mais perto dele a fim de passarem mais tempo juntos.
Em Nova York, Emily arranja um emprego temporário como garçonete em um restaurante no centro de Manhattan. Ao sair para fazer uma entrega logo no primeiro dia de trabalho, ela esbarra em Gavin Blake, um empresário sexy e bem-sucedido. Assim que seus olhares se encontram, há uma tensão no ar, mas nenhum dos dois consegue entender ou explicar essa forte conexão. Atormentada, Emily tenta não pensar muito naquele desconhecido que mexeu tanto com ela.
Porém, ela descobre que Dillon e Gavin são amigos e que terá de conviver com ele muito mais do que poderia ter imaginado. Perdida em sentimentos confusos, Emily sente o desejo por Gavin crescer e se tornar mais ardente a cada vez que se encontram. Será que os dois vão resistir à tensão ou se entregar a essa paixão, apesar de todas as consequências?

A obra conta a história de Emily, uma jovem que concluiu a faculdade, perdeu a mãe para o câncer e, que, a pedido do namorado, mudou-se para Nova York para tentar recomeçar. Sua vida mudou completamente em um curto espaço de tempo e para manter-se sã, ela usa seu relacionamento com Dillon como pilar de força e fonte de segurança. No entanto, o namoro deles é abalado quando Emily conhece Gavin, um rico e charmoso empresário que, ao botar os olhos em Emily, é cativado por sua beleza. Eles passam a se encontrar, criam um laço de amizade e a cada novo dia, percebem que são feitos um para o outro. Eles deveriam estar juntos, mas Emily tem um namorado perfeito que esteve ao lado dela nos momentos mais difíceis de sua vida e ela sabe que pode confiar em Dillon, que está com ele é seguro, o que com Gavin nunca será. 

Sendo assim, o ponto central da história é que Emily está confusa sobre os seus sentimentos, mas ela nunca escolherá Gavin – o galã conhecido por usar as mulheres – e fará de tudo para manter a segurança que compartilha ao lado de Dillon. 

“Embora o pai tivesse lhe contado histórias sobre o amor à primeira vista, até aquela tarde fatídica, Gavin Blake tinha acreditado que isso não passava de um mito. ”

Não sou fã de romances eróticos, tenho que admitir, e muito menos aqueles que contêm triângulos amorosos em sua história. Porém, me arrisquei para descobrir o motivo de falarem tanto sobre Tensão. A leitura do livro foi muito arrastada e procrastinada, mas no fim consegui tirar uma boa mensagem do livro. 

A trama me permitiu reafirmar o que eu já penso sobre a dependência das mulheres em relação aos homens, crítica que faço constante a esse gênero literário. Aborreceu-me a fraqueza de Emily diante das traições de Dillon e de ela ter ficado com ele por gratidão. Nenhuma mulher merece passar por isso.

Emily se sente presa ao Dillon por vários motivos. Enquanto isso, um sentimento verdadeiro cresce por Gavin junto a falta de atenção e as falhas de seu então namorado começam a transparecer mais e mais. Dillon age de forma abusiva com Emily e, embora a protagonista não reconheça isso, esse abuso incomoda o leitor de uma forma ruim, pois, você quer ter uma conversa séria com ela. Mas, infelizmente não existe a possibilidade de entrar no livro para isso; e também, de uma forma boa, fazendo com que você pense na sua vida e nas relações em geral.

“.... Como seria capaz de passar dois dias e duas noites seguidos tão próxima de Gavin sem pirar completamente? ”

Confesso que a protagonista Emily me irritou bastante durante grande parte do livro, mas ao mesmo tempo em que tive raiva, também senti pena dela. O último pedido de sua mãe antes de morrer foi que ela ficasse com Dillon, que até aquele momento foi um parceiro ideal, cuidando da "sogra" em seus momentos finais. Emily ficou desorientada e não achou justo abandonar o namorado depois de todo apoio financeiro e moral que ele a deu. 

Dillon logo de cara ganhou minha inimizade. Ele é controlador, mandão, insistente, mentiroso e cínico. Passei o livro todo torcendo para ele quebrar a cara, e receber um castigo pelas humilhações que fez Emily passar.

Gavin é mais uma vítima do curioso amor à primeira vista. Desde que vê Emily pela primeira vez, não consegue tirá-la da cabeça. Mesmo ao descobrir que ela é a namorada de Dillon e duvidando do amor do amigo por ela, ele não desiste de conquistar a moça. Gavin corresponde a todos clichês de empresário ricaço, bonitão e mulherengo até encontrar a mulher da vida dele que nós já conhecemos. Mas o passado de sua vida amorosa e seu comportamento no geral, me fizeram gostar dele, apesar de toda a confusão da trama.

“Emily, por favor… Você tem que nos dar uma chance. Deixe-me cuidar de você. Deixe-me amá-la.”

O final do livro não achei a coisa toda que vi muitos dizerem que é. Mas, fiquei com a sensação de que o segundo será melhor, pelo menos sem a pressão e a chatice do triângulo amoroso e um possível amadurecimento dos personagens. Pulsação é o segundo livro, que também será publicado pela Editora Arqueiro e fecha assim essa duologia.





Autor (a) da resenha: Luan Henrique de Almeida

0 comentários :

Postar um comentário