Resenha: Magnus Chase e os Deuses de Asgard (A Espada do Verão)- Rick Riordan

Título: A Espada do Verão- Magnus Chase e os Deuses de Asgard
Editora: Intrínseca
ISBN-13: 9788580577952
Ano: 2015
Páginas: 448
Idioma: português
Pontuação: ♥ ♥ ♥ ♥

Sinopse: A vida de Magnus Chase nunca foi fácil. Desde a morte da mãe em um acidente misterioso, ele tem vivido nas ruas de Boston, lutando para sobreviver e ficar fora das vistas de policiais e assistentes sociais. Até que um dia ele reencontra tio Randolph – um homem que ele mal conhece e de quem a mãe o mandara manter distância. Randolph é perigoso, mas revela um segredo improvável: Magnus é filho de um deus nórdico. As lendas vikings são reais. Os deuses de Asgard estão se preparando para a guerra. Trolls, gigantes e outros monstros horripilantes estão se unindo para o Ragnarök, o Juízo Final. Para impedir o fim do mundo Magnus deve ir em uma importante jornada até encontrar uma poderosa arma perdida há mais de mil anos. A espada do verão é o primeiro livro de Magnus Chase e os deuses de Asgard, a nova trilogia de Rick Riordan, agora sobre mitologia nórdica.

A espada do verão é o primeiro livro da nova série do Tio Rick, com o nome de Magnus Chase e os Deuses de Asgard. Nessa nova obra do autor, nós somos levados ao mundo dos deuses nórdicos, os vikings, Odin, Thor e Loki. 

Magnus Chase é um jovem sem teto, muito parecido com o famoso músico Kurt Cobain, que vive nas ruas de Boston com seus dois amigos, Hearth e Blitz, desde que sua mãe foi morta, a dois anos atrás. Magnus tem um tio, irmão de sua mãe, que vive na cidade, mas que nunca foi atrás dele. Até que, no dia do seu aniversário de 16 anos, o tio maluco, Randolph, vai atrás dele. Mas, não é só isso. Sua prima Annabeth (sim, a mesma de Percy Jackson) e seu outro tio também estão procurando por ele. Se a família toda está atrás dele, é porque deve ter acontecido alguma coisa. 

Procurando por respostas, ele vai até seu tio Randolph, que o enche de histórias sobre deuses nórdicos, heranças de família. Tudo parece uma loucura imensa, coisas que não existem e sem sentido. 

Sem acreditar muito no tio louco, Magnus se vê de cara com um gigante de fogo. Um ser que ele jamais imaginou existir. Esse gigante quer uma coisa: uma espada velha e enferrujada que está jogada no mar. E parece que só o Magnus tem o poder de encontrar esse objeto. 

Tentando proteger a cidade do ataque do gigante, com a espada brevemente resgatada e com a ajuda dos amigos sem teto, Magnus morre. 

"É, eu sei. Vocês vão ler sobre a minha morte agonizante e pensar: 'Uau! Que maneiro, Magnus! Posso ter uma morte agonizante também?' Não. Tipo, não."

Ele acaba sendo resgatado da pós-vida por uma Valquíria, uma serva do deus Odin, e acorda em um hotel em Valhala, lugar onde os guerreiros recrutados de Odin treinam e esperam pelo Ragnarök, o dia do juízo final. Nesse hotel, durante a cerimônia de boas-vindas aos novos einherjar, Magnus, um filho do deus Frey, recebe um aviso através das Nornas: 

“Escolhido por engano, não era a sua hora. 

Um herói que, em Valhala, não pode permanecer agora. 

Em nove dias o sol irá para o leste. 

Antes que a Espada de Verão a fera liberte. ” 

Preocupado com essa profecia e tentando aceitar tudo de novo que ele descobriu, Magnus parte em uma missão proibida para fora de Valhala: recuperar a espada do verão que ele perdeu na batalha (que antes era do seu pai) e atrasar o Ragnarök. 

"Finalmente, paramos em frente à porta onde estava escrito MAGNUS CHASE. Ao ver meu nome gravado em ferro, rodeado de runas, comecei a tremer. Minhas últimas esperanças de que tudo aquilo fosse um erro, uma pegadinha de aniversário ou uma confusão cósmica evaporaram. O hotel estava me esperando. Tinham escrito meu nome corretamente e tudo."

Com a ajuda dos mendigos Hearth e Blitz (que se mostram não serem mendigos coisa nenhuma) e Samirah, sua valquíria salvadora, eles embarcam em várias missões de vida ou morte, regadas a piadas irônicas e batalhas perigosas nos nove mundos. 

O livro é bastante divertido e repleto de piadas irônicas, referências à cultura pop/nerd (o livro menciona de Taylor Swift ao seriado Sherlock) e personagens carismáticos, o livro entrou para lista dos meus favoritos do autor.


"Quando ouvi o nome Thor, pensei no cara dos filmes e dos quadrinhos, um grande super-herói do espaço sideral, com calças de lycra colorida, capa vermelha, cabelo louro e talvez um capacete com asinhas fofinhas. Na vida real, Thor era mais assustador. E mais vermelho. E mais desgrenhado."


Do autor eu já li Percy Jackson (ainda meu preferido), As Crônicas dos Kane (não gostei dessa série) que trata de mitologia egípcia, Os Heróis do Olimpo que seria mais ou menos uma continuação da série do Percy Jackson só que ambientada em um novo enredo e o acréscimo de novos personagens (gostei também) e posso dizer que a essência das histórias é bem parecida com as outras. Temos um protagonista filho de um deus, que não sabe quem é seu pai e que parte em uma missão complicada junto com um grupo de amigos (confesso que não tem como não lembrar da história de Percy). Contudo, a história consegue ir além e, apesar de a trama apresentar falta de criatividade em relação aos livros anteriores, em vários momentos da leitura o autor conseguiu acrescentar novas situações e acontecimentos sempre com o mesmo jeito engraçado e empolgante. 

Magnus me conquistou a cada página que eu lia. Ele é divertido e se preocupa com os amigos, a ponto de muitas vezes arriscar sua própria vida para protegê-los. O grupo heroico criado por Rick Riordan é um dos mais diversificado dentre todos os livros que li dele. Cada um deles é de uma espécie diferente e eu não vou citar quais são para não dar nenhum spoiler. 

Sobre os famosos deuses Odin, Thor e Loki que aparecem bastante no livro e são totalmente diferentes daquilo que estamos acostumados. Para se ter uma ideia, o deus Thor acompanha as séries Arrow e Game of Thrones (dentre muitas outras), e se estressa cada vez que perde algum episódio de suas séries preferidas. Além de ser fisicamente diferente do Thor dos cinemas e quadrinhos.

"– Gigantes! – Ele balançou a cabeça com repulsa. – Depois de tantos séculos, era de se pensar que teriam aprendido a parar de invadir Midgard. Mas não! Eles são como... como é mesmo o nome? A Liga dos Assassinos de Arrow! Sempre voltam! Como se eu fosse deixar alguma coisa acontecer com os humanos! Vocês são a minha espécie favorita!" (Thor)


O livro é maravilhoso, pois você consegue conhecer de uma forma leve e descontraída sobre as lendas dos deuses Asgardianos. Eu já conhecia algumas coisas, mas aprendi muito mais depois que terminei o livro. Vários termos dessa mitologia aparecem ao longo de toda leitura, como Einherjar, Ragnarök e Mjölnir, e no final do livro tem um sumário explicando todas as terminologias (o que me ajudou em várias ocasiões, já que vários desses termos eu não sabia o significado). 

O autor Rick Riordan está de parabéns pelo livro. Eu fico imaginando o quanto ele teve que aprender para cria-lo. É impressionante a quantidade de informações que o livro apresenta. Recomendo para quem curte os livros do autor e para quem gosta de uma boa fantasia infanto-juvenil e mitologia.


Autor da resenha: Luan Henrique de Almeida

23 comentários :

  1. Olá Luan!!!
    Sempre tive curiosidade em conhecer essa história...acho a capa linda! :) Gostei mt do enredo e a forma como vc escreveu me deixou bem curiosa! Decidi que vou add a wish list ;)!!! hhihhi
    Parabéns pela ótima resenha!
    Beijinhos Bru

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bru,

      Obrigado pelo carinho. Eu amo esse gênero e também amei a capa. Espero que curta bastante a leitura!

      Beijos, Luan.

      Excluir
  2. Oii Luan!
    Que resenha linda... Sempre vejo alguém comentando sobre esse livro, alguém lendo, porém eu nunca tive o interesse, até ler a sua resenha nem sabia de que história se tratava. Adoro fantasia, mas confesso que ainda não me apaixonei pela premissa, porém não descarto tão facil... Quem sabe um dia eu leio!

    Beijinhos!
    Amanhecer Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leisiane,

      Nossa, obrigado. Esse é meu gênero preferido, adoro fantasia. Espero que leia e goste.

      Beijos!

      Excluir
  3. Olá Luan,

    achei sua resenha muito legal, vira e meche vejo comentários em blogs sobre esse livro. Adoro fantasia e fiquei curioso sobre o livro, o que tem de negativo ao que falam é sobre os Deuses, que são pouco explorados, pouco trabalhados. Parabéns pela resenha.
    www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, também senti falta disso. Mas a história no geral é muito boa.
      Obrigado!!!

      Excluir
  4. Po, bacana a forma como o autor trata de mitologias dessa forma mais leve, voltada para o público juvenil. Confesso que não é meu estilo preferido, EU AMO A MITOLOGIA NÓRDICA, mas livros direcionados ao público infanto-juvenil ou Young-Adult não me agradam nem um pouco.
    Enfim, excelente resenha!
    Já estou seguindo o blog e vou acompanhar!
    beijos!


    | PSYCHOTECA - http://goo.gl/3gdcYi |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi,

      Obrigado pelo feed. Eu adoro esse gênero e é uma pena que não goste. Também gosto de conhecer mais sobre a cultura grega que é algo que me fascina.

      Beijoss e obrigado!

      Excluir
  5. Oi, que resenha maravilhosa. Eu nunca li nada do Rick, acredita?!! Mas sei que seus livros são famosos e muita gente adora, principalmente Percy Jackson (que tenho que ler). Achei bem legal a ideia dele de se aventurar em outras mitologias, agora a nordica, e achei a premissa bem interessante e como acho essa mitologia bem legal, acho que gostaria do livro, e por ele ser tratado de forma mais leve, fica mais facil a sua leitura.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thatyane, obrigado. Eu gostei bastante do livro. O Rick é super famoso já por esse gênero e espero que goste da leitura.

      Beijoss

      Excluir
  6. Rapaz, que livro mais encantador! Não costumo ler esse gênero, só vejo os filmes, mas com a tua resenha me deu muita vontade de me aventurar nesse livro. Belo trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Chris!!! Espero que goste da leitura!
      Beijoss

      Excluir
  7. Excelente resenha, Luan!
    Eu nunca li nada do autor, mas sempre ouço falar mto bem.
    E concordo com vc, em livros ficcionais aprendemos mtas coisas de uma maneira leve e divertida.
    Aí é de se imaginar o trabalho do autor mesmo, primeiro aprender sobre esses temas e depois transformá-lo em histórias envolventes e cativantes.

    Parabéns
    Bjo
    Coordenadas Literárias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Pamella. Aprendemos e muito através da leitura, ainda mais quando o autor faz uma boa pesquisa e nos traz muitas informações sobre algo que não conhecemos mas temos curiosidade.

      Beijos e obrigado.

      Excluir
  8. Oi, Luan!
    Adorei a premissa do livro, eu gosto muito de tudo o que tem a ver com mitologia. Sua resenha me deixou bastante intrigada com o livro. Irei adicioná-lo à minha lista de leitura.

    Beijinhos da Mady.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rayssa,

      Espero que se encante pela história assim como eu. E pode adicionar em sua lista de leituras que não se arrependerá.

      Beijoss

      Excluir
  9. Ooi
    Mitologia não ne atrai muito, talvez porque nunca li algo sobre. Mas pretendo conhecer... e esse parece ser ótimo para uns " iniciante no tens" haha
    Beijoos!
    www.estantemineira.blogspot.con

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, Catrine. É um livro excelente para os iniciantes do gênero.

      Beijoss e obrigado!

      Excluir
  10. Eu nunca li nada do titio Rick,mas sou louca para ler Percy Jackson , adoro mitologia,seja ela grega ou egípicia e livros com essa temática me encantam,mas falta tempo para ler tudo o que eu quero. Essa série parece ser tão boa quanto a de estréia do autor e me interessei demais em lê-la,mas com algumas coisas parecidas e repetidas das outras séries dele,acho que vale a pena conferir.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale sim, Biazinha! E espero que goste da leitura, que é recheada de informações sobre a mitologia grega.

      Bjss

      Excluir
  11. Oi Luan,
    Muito legal a ideia desse livro. Adoro ler sobre mitologias, crenças e lendas. Muito boa o forma como foi falado! :)
    www.prateleirasemfim.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá Luan,
    Confesso que não li nada desse autor, mas não curto muito esse gênero. Por isso não me interessei. Assim como você fico pensando como um autor pode escrever um livro com toda essa precisão, ele tem que ter muita atenção e fazer muita pesquisa para não falar nenhuma besteira. Dou os parabéns ao escritor pela criatividade.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir