Resenha: O Desafio - Rachel Van Dyken

Título: O Desafio (Livro 2)
Autora: Rachel Van Dyken
Editora: Suma de Letras
ISBN: 9788581052670
Ano: 2015
Páginas: 360
Tradutor: Cláudia Mello Belhassof
Pontuação: ♥ ♥ ♥ ♥



Sinopse: “- Como vai? Quer dizer, faz tanto tempo! ” Na verdade, fazia onze meses, uma semana e cinco dias. Mas quem é que estava contando? Não ela. Jake Titus é rico demais, bonito demais e arrogante demais: qualidades que, anos antes, fizeram Char Lynn viver com ele a melhor noite de sua vida — e em seguida a pior manhã, quando ele a dispensou. Agora terão que se reencontrar no casamento de Kacey, a melhor amiga dos dois. Seria uma situação estranha, mas suportável ... 

Se vovó Nadine não tivesse sido desafiada a uni-los. Como padrinho e dama de honra dos noivos, Jake e Char têm que passar cada vez mais tempo juntos. Ele é um galinha mimado, e ela é uma garota maluca. Então por que não conseguem resistir um ao outro? Quando Jake para de se comportar como um babaca e começa a agir como o homem que Char sempre teve esperança de que ele pudesse ser, fica cada vez mais difícil lembrar que ele já a magoou. E agora Jake vê nela tudo que sempre quis — só precisa fazer Char acreditar nisso. O desafio é a continuação de A aposta, da autora best-seller do New York Times Rachel Van Dyken.

Jake Titus é um playboy muito rico, lindo e mulherengo. Ele não se envergonha do que faz, nem se incomoda com os comentários. Não se envolve e nem mesmo consegue amanhecer ao lado de nenhuma mulher. A única com a qual pensou em ter um relacionamento "sério" (pensando melhor, as palavras "relacionamento sério" e "Jake Titus" não combinam), foi sua amiga de infância Kacey, que acabou se apaixonando por seu irmão, Travis Titus. 

Char conheceu Travis, Jake e Kacey na escola. Ela facilmente se apaixonou por Jake, visto que ele era lindo, inteligente e irresistível. Anos depois, já adultos, os dois se encontraram e tiveram uma noite juntos, que terminou com uma Char abandonada e um bilhete na mesinha de cabeceira. Ela nunca esqueceu e jura que não quer vê-lo, nem pintado de ouro. Mas a vida preparou algumas ciladas, que acabaram empurrando Jake e Char para um reencontro inesperado. 

“Deus do céu! Vovó tinha acabado de piscar e sugerir que Jake era seu... ele nem conseguia concluir o pensamento. Horrorizado, viu os olhos de Aileen se arregalarem. Abriu a boca para responder, mas a avó lhe deu um tapa na bunda que o empurrou na direção contrária. Seu carma estava finalmente acertando as contas. E na de uma mulher de 86 anos com batom nos dentes. Mas que merda! ”


Os dois são padrinhos de casamento de Travis e Kacey e, de acordo com as ordens da Vovó Nadine, precisam resolver várias pendências da festa e do casamento para ajudar aos noivos. Nessas idas e vindas, com várias situações divertidas, Jake e Char vão se redescobrindo. 

“Carma. Ah como ele odiava o carma! Era isso que estava acontecendo com ele. Afinal de contas, um cara só pode galinhar pelo mundo até certo ponto: alguma hora Deus começa a castigar, a matar ou, no caso de Jake, a lançar a praga das mulheres sentimentais. ”

O Desafio é o livro que precede A Aposta, primeiro livro da série Aposta (clique aqui). Eu adorei a forma como a autora de uma certa forma nos faz participar um pouco mais da vida de Kacey e Travis, personagens do primeiro livro. Mas, confesso que me apaixonei ainda mais pelo casal deste segundo livro: Char e Jake. Mesmo Jake tendo se mostrado um chato no começo do livro, isso acabou mudando no decorrer da leitura. 

“Em menos de dez minutos, vovó já estava roncando. Assim, ao menos parava de gritar obscenidades. Com a sorte que ele tinha, era capaz de ela voltar a falar de orgasmos e saltos vermelhos. Ah, mas que inferno! Ele nunca mais veria sapatos de saltos vermelhos da mesma forma. ”

A história é narrada em terceira pessoa, pelos dois personagens e temos também participação de Kacey e Travis. Adoro esse tipo de narrativa, porque sinto que conhecemos o “íntimo” de cada personagem, o que realmente sentem, pensam sobre tudo o que se passa na história. 

E o que falar sobre vovó Nadine? Assim como no primeiro livro, ela arrasou em O Desafio. Ela é inteligente, divertida e, mesmo no auge dos seus mais de 80 anos, é toda segura de si e sexy. Eu não parava de rir em todas as cenas em que ela participava. Com certeza, a personagem foi essencial para que a história se tornasse tão boa. Vovó Nadine foi uma tacada de mestre da autora. 

“Pela primeira vez na vida, Char se sentia como a personagem de um conto de fadas. Quando mais nova, ela fora a garota por quem Jake não se apaixonara. Agora... Olhou discretamente para ele, que mexia no rádio. Era sua Cinderela. Mesmo que fosse por pena, a sensação era muito boa. Alguém finalmente a tinha escolhido. Ela nunca percebera quanto precisava disso. Até agora. ”

O livro é um romance leve e bastante engraçado. A autora escreve de uma forma que a gente se sente atraído pelos personagens que são apaixonantes e engraçados. Recomendo muito a leitura!

Próximo livro:

1. Saraiva

Autor (a) da resenha: Luan Henrique de Almeida

4 comentários :

  1. Oiii!

    OMG! Não sábia que tinha continuação*-*
    Já havia lido o primeiro livro e me apaixonei pela linda história de Kacey e Travis, preciso urgentemente desse livro!
    Amei a resenha, parabéns!

    Adorei conhecer o blog...seguindo ♡

    Beijocas ;*

    http://mundodosonhos2.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelos elogios que me incentivam sempre a fazer mais resenhas para o blog, bem na verdade é uma trilogia e todos os três livros foram lançados pela editora Suma de Letras. Quero muito ler o último livro que se chama o risco, gosto muito dessa trilogia. Bjos <3

      PS: Estou seguindo seu blog também.

      Luan :D

      Excluir
  2. Ainda não conhecia. Essa obra. Gostei. Vai pra lista de leitura esse ano. Abraços www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, espero que goste da leitura dessa trilogia. Depois quero saber o que você achou. Bjs, Luan.

      Excluir