Resenha: As Filhas de Selene- Danielle Sampol

Autora: Danielle Sampol
Ano: 2014- Vol. 1
Páginas: 516
Idioma: português
Editora: independente
Pontuação: ♥ ♥ ♥


Sinopse: Vila Sant'Anna esconde um segredo que veio a tona assim que Patrizia chegou na cidade com a família adotiva. Max, um jovem rodeado de mistérios a conhece a vida de ambos entra numa espiral de acontecimentos assustadores até descobrirem que foram amaldiçoados. 
Em sua luta desesperada pela salvação, eles vão contar com a ajuda de amigos nada convencionais, ao mesmo tempo em que descobrem o amor... tão intenso e tão visceral, capaz de fazer a mais sombria criatura amar sem perder seu instinto selvagem.


As Filhas de Selene é o primeiro livro da dualogia de mesmo nome, em que conheceremos a história de Patrizia, Max, Fred e Lola, jovens aparentemente normais, mas que tem seus destinos ligados devido a uma antiga maldição há muito tempo lançada. 

Selene era uma deusa grega que representava a lua e que foi traída por seu amante lobisomem. Na fúria do momento, ela amaldiçoou a todos os lobisomens, transformando-os em escravos de sua própria condição já maldita, e todas as filhas fruto de traição sob a luz da lua cheia (mulher traída é um perigo!). 

Vendo que sua maldição fora dura demais, Selene se arrepende e tenta voltar atrás, mas já era tarde para reparar seu erro. No entanto, ela cria um paliativo ao adotar todas as bastardas, dando-lhes poderes e as ligando eternamente aos lobisomens escravos, sendo um a chave para a maldição do outro. 

Patrizia nasceu na Itália, porém, após as trágicas mortes de seus pais, passou a morar com uma família adotiva. E como a morte e maus presságios parecem perseguir a garota, sua mãe adotiva também morre, fazendo com que ela, seu pai e irmão adotivos se mudem para uma pequena cidade, Villa Sant’Anna. 

Max é um jovem comum, até que em uma noite desafortunada seu destino muda para sempre. Ele e a mãe, após serem abandonados pelo pai do garoto, resolvem começar de novo na mesma cidadezinha em que Patrizia e sua família foram morar. 

De forma bem atrapalhada os dois literalmente se chocam e a jovem italiana desperta no garoto seus instintos mais bestiais. Ele, por sua vez, apenas causa a irritação da garota, pois ela não está em um dia nada bom. Por dias seu corpo vinha sendo acometido por sensações estranhas e dolorosas e ela não fazia ideia do que estava causando esse mal-estar. 

No mesmo dia Patrizia também conhece Lola, uma menina bonita e espevitada, durante uma situação no mínimo estranha e apavorante. Depois desse momento de puro pavor, um laço de amizade começa a se formar entre elas. Lola sabe de sua condição amaldiçoada graças a seu namorado, Fred. O jovem bonito e sombrio é um escravo, seu passado é repleto de dor e tragédias, seu único alento é sua amada Lola. 

Aos poucos os quatro jovem são unidos por causa dessa maldição, e juntos começam a descobrir um pouco mais sobre ela e suas implicações ao passo que a cidade começa a ser vítima de terríveis ataques de animais selvagem. O que na verdade é apenas o começo de uma aventura arriscada e cheia de surpresas. 

A Vila Sant’Anna abriga muitos mistérios e histórias sombrias, o sobrenatural se faz presente em casa esquina dessa cidade. 

Além dos protagonistas, temos personagens secundários misteriosos, cativantes e engraçados como Carlos e Jonas, o pai e irmão adotivos de Patrizia, o policial Malvadeza, entre outros. 

Devo dizer que a mitologia do livro é bastante interessante, embora nada inovadora. É difícil trazer algo completamente novo em se tratando de histórias sobrenaturais, mas o livro é bem divertido e cheio de suspense. A autora faz o leitor criar inúmeras teorias, embaralha um pouco sua mente para mais a frente esclarecer os pontos. E outro ponto que para mim foi mega positivo é que Danielle trabalhou o lado realmente assustador e voraz dos lobisomens, assim como são descritos nas lendas antigas como sendo criaturas feias, enormes e sanguinárias, não apenas lobos com fermento, esse foi um dos pontos altos do livro. 

De início a leitura não fluiu muito, não sou fã de lobisomens, mas depois que engatou devorei a história necessitada de mais e já estou prá lá de ansiosa pelo segundo livro ‘Os Escravos de Selene’. 

Como sei que tanto no Skoob como no blog não se pode dar nota ‘quebrada’, deixarei aqui na resenha a nota real que quero dar para a história que é 3.5.

1.Amazon (e-Book)

Autora da resenha: Kessia G. N. 

0 comentários :

Postar um comentário