Resenha: Paixão Avassaladora- Jull Evans

Título: Paixão Avassaladora
Autora: Jull Evans
Formato: eBook Kindle
Nº de páginas: 134 páginas
Idioma: Português
Editora: publicação independente
Pontuação: ♥ ♥ ♥ 


Matthew Scott está decidido a ter a melhor esposa que pudesse ter, e para isto, não vê alternativa melhor do que contratar alguém que atendesse seus rígidos padrões. Ele precisava de uma mulher perfeita, que pudesse agir como uma mãe atenciosa e que aquecesse sua cama; e nenhuma lhe parece mais apropriada que Sophie Gaiman. 
A vida de Sophie parecia estar finalmente entrando nos eixos, mas a proposta de casamento de seu chefe poderia ser um bálsamo ou uma maldição... poderia salvá-la da prisão ou simplesmente destruí-la, caso se apaixonasse por ele. Mas como Sophie poderia resistir as caricias quentes de Matthew ou ao seu precioso filho?

Matthew Scott é um homem frio, um viúvo convicto, cuja a única pessoa que a qual se importa é seu filho de Erik. Após entregar seu coração a uma mulher, Amy, sua primeira esposa, que só queria seu dinheiro e que ainda o traia, ele decidiu se preservar e não se entregar emocionalmente como havia feito. Estava mais que decidido a encontrar apenas uma mulher que se adequasse as suas necessidades e que pudesse ser uma boa mãe para seu filho. Nada mais que isso. Nada de sentimentalismo envolvido, apenas uma negociação com benefícios para ambas as partes.


"-A compatibilidade é o que conta. Se duas pessoas podem trabalhar juntas com os mesmos objetivos, formam uma equipe forte. Nós conseguimos fazer isso muito bem, e é o essencial para que o casamento dê certo. Obviamente, eu não espero que mantenhamos uma relação ardente, mas que nossa convivência seja pacífica e harmônica."

Sophie Gaiman está encrencada. Sua irmã Lilian a colocou em uma situação muito complicada e agora o chefe louco dela a perseguia. E para piorar, seu chefe lhe propõe casamento como se estivesse fazendo uma negociação com alguma empresa e não com uma mulher a qual queria ao seu lado. A palavra "amor" não estaria incluída nesse contrato de forma alguma.


"Eu preciso de alguém em quem possa confiar cada detalhe de minha vida particular e que aceite atuar como uma mãe para meu filho."- Matthew.

Sophie teme aceitar a proposta de Matthew, ainda mais por nutrir sentimentos por ele aos quais ela sabe que não será correspondida. Mas, ao passar um tempo com ele, Sophie percebe que será impossível aceitar ser sua esposa, pois a cada momento que passam juntos seus sentimentos aumentam cada vez mais por Matthew. Ele não entende que ela não quer apenas uma relação de benefícios, ela quer ser amada, quer pertencer de corpo e alma a ele. Matthew, para não deixar Sophie escapar, ameaça despedi-la e ela aceita para manter o emprego até pagar a dívida que sua irmã Lilian fez em seu nome, usando seus documentos. 

"Aquela discrição, o recato que notei em seus olhos desde a primeira vez que a vi na empresa despertou meu interesse. Desta vez não desejava uma mulher ardente, que atraísse a atenção de todos, mas sim uma mulher bela, recatada, e que pudesse transformar minha casa em um lar."

A obra é narrada em primeira pessoa, sob o ponto de vista tanto de Matthew quanto de Sophie. De um modo geral, a história é bem agradável, com um bom enredo, mas achei que poderia ter sido bem mais trabalhada e com mais riqueza de detalhes. Algumas cenas pareciam corridas, o que deixou a sensação haver lacunas.

Achei Sophie muito pacífica com as coisas que a irmã aprontava, mesmo ela sendo sua única família. Lilian não estava nem aí para Sophie, só pensava em dar o golpe em um cara rico e nesse processo colocou a irmã em uma enrascada a qual nem quis saber e pouco se importou com sua vida. Lilian é uma irmã muito egoísta e Sophie, por mais que saiba disso, não toma uma atitude.

Matthew se mostrou um babaca no início, ele só queria sexo e pouco se importava com os sentimentos de Sophie, mas só nos benefícios que ele teria ao se casar com ela. Ainda bem que ele se redimiu e acabou me conquistando.

"-Mas o casamento exige um nível de compromisso diferente e muito mais intenso. Como disse, se viermos a manter uma intimidade conjugal, será depois do casamento.
- Quando for o momento certo para fazer sexo, vamos fazer. Agora vamos desfazer as malas e entrar. E, eu duvido que você queira esperar até a noite de núpcias, mas eu acho que o tempo dirá."

Recomendo a leitura para quem gosta de romances em que o rapaz propõe um casamento de conveniência e acaba por se apaixonar por sua parceira perdidamente. Claro, a obra também tem, além do romance, um pouco de ação e mistério.

1. Amazon

Autora da resenha: Caroline Oliveira

2 comentários :

  1. Olá!
    Quando li a sinopse, pensei em colocar na minha lista, mas detesto quando a autora corre nas cenas, principalmente nas eróticas :(
    Adorei a sua resenha e a sinceridade com que escreveu!

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir