Resenha: Amor Amargo - Jennifer Brown

Título: Amor Amargo
Título Original: Bitter End
Autora: Jennifer Brown
Editora: Gutenberg
Páginas: 256
Pontuação:  ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
() Favoritado!

Sinopse: "Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado, local para onde sua mãe estava indo quando morreu em um acidente. O Dia da Viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado. Até Cole aparecer. Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto está ali, querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade…"


Nesta obra conhecemos Alex, uma menina sonhadora e com um propósito em sua vida: conhecer o Colorado juntamente com seus amigos Zach e Bethany, para extinguir todas as dúvidas sobre o motivo da morte de sua mãe (e isso não é spoiler algum). Atualmente, Alex vive muito bem, com os seus estudos em dia, um emprego fixo e amigos para toda a vida. Mas, às vezes, ela é pega refletindo sobre a atual situação de seu pai (um homem muito calado), depois da morte de sua mãe.

“Naquele exato momento, aos 8 anos de idade, eu sabia. Sabia – assim como sabia que jamais tiraria o apanhador de sonhos do pescoço – que um dia iria ao Colorado, para onde a mamãe tinha tentado ir.”

Porém, tudo muda quando Cole, o novo aluno do colégio, aparece na vida de Alex. Os dois começam a se envolver amorosamente, porém, Cole esconde um passado bem conturbado e tem um comportamento muito violento e misterioso. Cole é frio e muito agressivo com Alex, em momentos de descontração ele gosta de fazer Alex chorar e ela, sem perceber seu comportamento abusivo, acha que ele age assim por enfrentar problemas com sua família.

Ao invés de Alex se questionar o motivo de aceitar um namoro com uma pessoa violenta, ela apenas acredita que Cole sempre irá mudar e por amar muito ele, ela sempre o perdoa e nunca conta para ninguém tudo o que se passa em seu relacionamento.

"E assim, sem mais nem menos, me dei conta de que, querendo ou não, o que tinha acontecido no dia anterior já tinha começado a me definir; eu estava inventando pretextos para justificar o que ele tinha feito comigo."

Com o desenrolar do livro você começa a temer pela vida da Alex, mas ao mesmo tempo não entende como ela pode justificar as ações do Cole, mas também entende que ela tem traumas que a fizeram se prender muito a esse relacionamento. Achei isso um ponto muito forte da história de Jennifer Brown, a protagonista sente falta de afeto e carinho, e por isso se agarrou ao primeiro que demonstrou um maior interesse por ela.

"Talvez ficar com alguém que me maltratava fosse melhor do que voltar a ficar sozinha"

A leitura é rápida, os capítulos são curtos e a narrativa feita em primeira pessoa pelo ponto de visa de Alex, que nos mostra sua versão sobre os fatos, o sentimento que ela nutre por seu namorado e não por suas atitudes violentas. Quem está de fora fica sempre imaginando como uma pessoa consegue ficar com outra que a trata com violência e brutalidade, porém neste livro a gente entende o lado da Alex (não que ela esteja certa em perdoar seu namorado) com os seus sentimentos e também a vergonha de contar para alguém o que se passa na sua intimidade. 

Esse é o tipo de livro que você sofre e fica remoendo tudo aquilo depois que termina a leitura. Daqueles que deveriam ser obrigatório a todo mundo e, principalmente, a todas as mulheres, não importa a idade, porque as pessoas precisam saber reagir quando estiverem em um relacionamento abusivo ou quando conhecerem alguém que vivencia esta situação.

O único ponto negativo do livro é a respeito do desfecho que achei um pouco corrido, pois a autora poderia ter desenvolvido um pouco melhor. Apesar disso, a leitura foi muito satisfatória.

"Ele soltou o meu pescoço e eu desabei no chão, cobrindo o rosto com as mãos enquanto soluçava. Amedrontada demais para correr . Pasma demais para continuar em pé. Machucada demais para ser corajosa, revoltada ou qualquer outra coisa além de arrasada."


Amor Amargo com certeza entrou para os livros que eu mais recomendo. É bom avisar que a leitura é realmente muito intensa, você vai se sentir conturbado, com vontade de entrar no livro e salvar a personagem. Mas vale muito a pena entender minimamente o que se passa na cabeça dessas vítimas que tanto precisam da nossa ajuda e compreensão.

"Graças a ele, aprendi o verdadeiro significado do desalento. Do desespero. Da Tristeza"

12 comentários :

  1. Parabéns, luan amei a resenha já tava com vontade de ler antes, mais agora a minha vontade só aumentou.

    ResponderExcluir
  2. Oiii Luan!
    Depois de ler A Lista Negra, eu me apaixonei pela escrita dessa autora, então resolvi procurar outro livro dela e descobri Amor Amargo, mas ainda eu não tive tempo para ler... Pela sua resenha percebo que o livro é bem intenso, assim como o outro dela, se vc não leu, super indico... Quero ver se consigo ler Amor Amargo mês que vem. Sua resenha está linda!

    Abraços!
    Amanhecer Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero muito ler a Lista Negra, tá na minha listinha de leituras. Obrigado pela indicação e elogios, beijos. ^^

      Excluir
  3. Olá,
    morro de vontade de ler esse livro e sua resenha me deixou mais curiosa ainda, está maravilhosa, parabéns!
    Beijos, Thaís
    https://sentiliterarios.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Luan-de-Deus!
    Preciso ler este livro!
    Cara, se não ler até hoje a noite, vou morrer! :/

    Cara, parabéns pela resenha! Show de bola!
    Gostei muito do estilo que desenvolveu na escrita e espero pode ler este magnífico livro em breve!

    Abração,
    Danny
    www.irmaoslivreiros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, leia. Pois é realmente muito bom, valeu! Abraço.

      Excluir
  5. Oi Luan!!!

    Como já tinha comentado, terminei de ler ele na sexta e acredita que até agora não consegui parar de pensar nele? Estou digerindo a história de forma lenta(hahahahaha). Ele mexeu demais com as minhas emoções, senti raiva e frustração o tempo todo.
    Sinto que hoje o debate será intenso. ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro mexe com suas emoções e seu psicológico. Leitura magnífica, com certeza. Beijos!

      Excluir
  6. Oi, Luan!!! Também li o livro como você já sabe e confesso que foi uma das melhores leituras de 2016. Apesar de todos os sentimentos que são despertados com a leitura, é um livro necessário, real e profundo... Adorei a sua resenha, acho que você abordou super bem os pontos do livro...

    ResponderExcluir