Resenha: Para Sir Phllip, com amor - Julia Quinn

Título: Para Sir Phillip, Com Amor
Série: Os Bridgertons,  Vol. 5
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Nº de Páginas: 278
Edição: 2015
Pontuação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
() Favoritado!

Sinopse: Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos. Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.

No livro anterior, "Os Segredos de Colin Bridgerton", vemos como Eloise encara a notícia do casamento de seu irmão Colin com sua melhor amiga Penelope. Não que ela não fique feliz pelos dois, mas algo muda nela. Algo que ela não consegue entender, mas se culpa por não conseguir se sentir realmente feliz pelas duas pessoas que ela ama. A autora também lança alguns detalhes do que estará por vir nessa obra "Para Sir Phillip, com amor", ao colocar um mistério entorno de Eloise, em que ela aparece com as mãos sujas de tintas e é questionada por Penelope e seus irmãos. E assim, a história de Eloise se inicia ao mesmo tempo em que está acontecendo um baile dado por Daphne, sua irmã, a condessa de Hastings.

 "Não, ela não precisava de ninguém perfeito. Só precisava de alguém perfeito para ela."


Phillip nunca soube o motivo de sua esposa Marina ser tão triste, melancólica, a tal ponto de nem os filhos gêmeos a alegrarem. Claro que eles não haviam se casado por amor, tudo havia sido em virtude da morte de seu irmão mais velho então noivo de Marina. Mas isso não era motivo dela não sorrir, ser uma boa esposa e mãe, muitos menos se matar em um dia ensolarado por não querer mais viver por ele e as crianças. Em meio ao luto da perda, Phillip recebe uma carta de pêsames de uma prima da falecida esposa. Ele nunca ouvira falar da tal prima, mas resolve responde-la como manda os bons costumes.

''E se havia uma coisa marcante a respeito de Eloise era que, quando ela tomava uma decisão, agia com rapidez.''



Eloise sempre amou escrever cartas, não importava o motivo. Ela sempre estava a escrever para alguém, seja para seus irmão, a mãe, até familiares que distantes, que não tinha tanto contato assim, E, após saber da morte de sua prima Marina, resolve escrever para Phillip, o viúvo. E assim os dois passam um ano se correspondendo por cartas até que, em uma delas, Phillip lhe faz um pedido ao qual ela nunca imaginou que alguém já o fizera por carta. Mas o pedido a deixa intrigada e, decidida, foge de casa e vai ao encontro de Phillip.

"Ela fizera uma coisa maluca ao fugir de casa no meio da noite esperando encontrar a felicidade com um homem que nunca vira. Era um alívio pensar que talvez tudo aquilo não tivesse  sido um engando completo, que talvez ela tivesse vencido a aposta que fizera com o destino."

A obra, como as anteriores da série, é narrada em terceira pessoa, o que gosto muito uma vez que tenho uma visão mais ampla da obra e dos sentimentos dos personagens. Amo a forma como a autora descreve os cenários, sem tornar algo cansativo. E claro, a autora mais uma vez criou personagens incríveis, com personalidades apaixonantes.

Eloise, após suas temporadas frustadas, em que não encontrou ninguém que considerasse ser um bom marido, assume seu papel de solteirona e passa a encarar esse fato como algo natural. Ela até começa a planejar sua vida de solteira com Penelope, mas tudo muda quando a amiga fica noiva de Colin.

Eloise e Phillip são completamente diferentes, mas vêem um no outro uma forma de serem felizes, de darem certos juntos. Eloise é uma sonhadora, que deseja encontrar o tipo de amor que seus irmão encontraram. Já Phillip deseja apenas encontrar uma boa mãe para seus filhos e uma companheira que, não precisa amá-lo, mas que seja feliz ao seu lado. Eloise deseja ser cortejada, viver um grande amor, enquanto Phillip não acredita em nada disso, ele é mais pragmático, racional.

"Eles se conheciam, sim. Tinham dito mais um ao outro através das correspondências do que muitos maridos e esposas durante todo um ano de casamento."


Julia Quinn mais uma vez surpreende o leitor ao trazer temas marcantes que aconteciam com frequência naquela época e que ainda continua a existir no século XXI. A autora aborda de uma forma bastante reflexiva sobre o abuso, violência, desilusão, medos e recomeços, fazendo o leitor se emocionar no decorrer da leitura.

Um fato que me surpreendeu é que, de todos os livros que já li, creio ser esse o primeiro em que o mocinho já foi casado e tem dois filho. A abordagem desse livro é totalmente diferente dos outros da série. A autora oportuniza ao nosso mocinho a ter uma segunda chance de ser feliz, mesmo que ele demore a perceber.

"- Você é incrível. 
- É o que eu sempre digo às pessoas, mas você parece ser o único que acredita em mim,"


Phillip não é o tipo que Eloise procurava. Ela o acha rude, embora seja muito bonito e inteligente, com um corpo grande, muito robusto, sem falar do quanto ele é reservado. Ele não consegue se comunicar com os filhos que aprontam todas e Eloise, tendo tantos sobrinhos, sabe que eles só querem chamar a atenção do pai, que parece não enxergar o quanto as crianças sentem sua falta. 

Phillip não entende como pode se dar bem com Eloise, uma mulher faladeira e ativa, que o deixa confuso e desperta emoções as quais nunca imaginou sentir, e que o faz querer ser um pai melhor para seus filhos. 

Eloise surge na vida de Phillip para curar seu coração e a lhe ensinar a valorizar as que o amam, principalmente seus filhos. Gostei da forma como a autora trabalhou esse busca de Phillip em tentar reconstruir sua família, em ser um pai melhor para seus filhos e a aprender como lidar com eles. E Eloise exerce papel fundamental em tudo isso. É ela quem o ajuda, quem lhe mostra o caminho certo a seguir, a se abrir e superar o passado que tanto lhe marcou. Acontece que Phillip, quando criança, sofreu nas mãos do pai que batia nele constantemente, por qualquer motivo que considerava ser errado.

O livro ainda aborda um tema bastante complexo para aquela época que é a questão da depressão. Ninguém conseguia entender como alguém que tinha tudo, como o caso de Marina, poderia não ser feliz. Não havia nenhum conhecimento sobre a doença ou mesmo tratamento como temos hoje.

Phillip é o segundo membro masculino (o primeiro foi Simon) a entrar para a família Bridgerton. E nada como essa família para ensinar o que é o amor e o companheirismo.  E Eloise surge justamente para isso, para mostrar a Phillip que sempre há algo a mais. 

"Ria. Ria alto, e sempre. E quando as circunstâncias pedirem silêncio, transforme a sua gargalhada em um sorriso. Não se acomode. Saiba o que quer e corra atrás. Se não souber o que quer, seja paciente. As respostas chegarão no tempo devido, e pode ser que você venha a descobrir que o que seu coração deseja estava bem debaixo do seu nariz o tempo todo."


29 comentários :

  1. Eu comprei esse livro, mas ainda não chegou. Ótima resenha, fiquei
    mais ansiosa ainda pra ler. Caroline indiquei o seu blog pra responder uma tag. Se vc aceitar só acessar o link. beijos

    Taynara Mello | Indicar Livros
    http://www.indicarlivros.com/2016/07/tag-liebster-award-discover-news-blogs.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taynara, obrigada por ter nos marcado. Irei responder sim!
      Beijoss

      Excluir
  2. Olá
    Eu gosto bastante da Julia Quinn, e amei essa história e todos os personagens. Essa família é muito divertida, sem contar que a leitura não poderia ser mais leve e descontraída. Adorei a sua resenha, até fiquei com vontade de reler!

    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Carol,
    Acho muito legal como a autora escreve. Ela consegue tocar o coração do leitor. Estou aguardando meus livros chegarem, tenho até o quarto volume e estou bem ansiosa para ler os demais. Acho que esse será um dos favoritos, pois gosto muito da Eloise e adorei saber que ela ama escrever cartas.
    Adorei sua resenha e fiquei ainda mais ansiosa para a leitura.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna,
      Creio que gostara muito de Eloise! Mas creio que Hycinth nos trará muitas surpresas. Obrigada pelo carinho!

      Beijoss

      Excluir
  4. Oi Carol,
    Estou lendo essa série esse ano, e parei nesse volume. Lembro do modo como Eloise recebeu a notícia do casamento de Penelope, foi como seu uma corda ao qual ela se apegava, arrebentasse. Fico bem curiosa de saber como se desenvolve a relação dela com Phillip, e tenho certeza que saberá contornar as diversas situações com os filhos do seu amado. Não vejo a hora de continuar a série e me surpreender ainda mais com a escrita da autora.
    Bjim!
    Tammy
    Livreando | Facebook

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito de livros com histórias de época pois sempre aprendemos grandes coisas com elas. Ainda mais quando no enredo tem coisas que não encontramos mais hoje em dia, como o envio de cartas! Um ponto a favor foi quando você disse que a autora traz, mesmo que naquela época, assuntos que são comuns nos dias atuais.
    Romance bem classista, perfeito para quem gosta do gênero!
    Parabéns pela publicação.
    Sucesso!
    Filipe Penasso - Pena Pensante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Filipe. Sim, a autora aborda essa questão da depressão, uma doença que está se tornando tão típica nos dias atuais e que naquela pouco ou nada se sabia sobre ela.

      Beijoss!

      Excluir
  6. Oi Carol!
    Ao romances de época e sou apaixonada pelas obras da Julia Quinn. Para Sr. Phillip, com amor, foi meu favorito da Julia! O livro que mais amei de todos, pois já li a série toda! Ah! O meu é autografado, não perdi a oportunidade quando ela veio ao Brasil! Bj
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que inveja branca de você!! Estou amando todos os livros da série !

      Beijoss

      Excluir
  7. Oiii!!

    Acredita que nunca li nada da autora ou da série? Óbvio que acompanho resenhas e nunca li nada negativos sobre a escrita ou família criada.
    Tenho curiosidade em conhece-los um pouco mais e vou esperar um pouco pra ver se sai o box especial.
    Que você continue curtindo da série.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste também da série. Obrigada!
      Beijos

      Excluir
  8. Oi, Carol

    Ótima resenha. Eu li apenas os três primeiros volumes da série, e neles a Eloise quase não aparece. Eu também acho bacana o fato do Phillip ter sido casado e de já ter dois filhos, esse lance de segundas chances sempre rendem boas histórias.
    Estou curiosa para saber as peripécias que os filhos dele vão arrumar com a Eloise! hahaha

    Em breve eu lerei esse!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tamires,

      Menina, só posso dizer que eles aprontam muito, mas Eloise vai saber lidar com eles, afinal ela é cheia de sobrinhos danados. KKKKK
      Beijoss

      Excluir
  9. Ai, agora queria ter comprado o livro de Eloise também juntamente com Ligeiramente Escandalosos. Fiquei imaginanando toda a relação dela com as crianças e com Philip. Eu quero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bem escrita essa relação. Phillip teve uma infância difícil e não muito como agir com os filhos que fazem de tudo para chamar sua atenção. O livro é emocionante.

      Excluir
  10. Oi linda tudo bem? Nossa me identifiquei com uma coisa com a personagem Eloise, assim como ela amo escrever cartas para todo mundo. embora faça um bom tempo que eu não escrevo.
    Eu não gosto de romance de época e acho essa série muito longa para me arriscar com os livros.
    Fica para a próxima dica.
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, tudo bem e você? A série é longa, mas cada livro conta histórias diferentes que você se ver tão envolvido pela história que acaba viciando. A leitura não é maçante, é bem fluída.

      Dê uma oportunidade a leitura!
      Beijoss

      Excluir
  11. Olá!! :)

    Eu nao conhecia este livro em especifico mas naunca li nada da autora mas estou bastante curioso... E talvez comece por aqui! :)

    A verdade e que nao sou muito de romances de epoca mas fico contente que a autora te tenha surpreendido mais uma vez e que aborde assim um tema tao complexo mesmo! :) Na verdade, a depressao nunca foi vista da mesma forma nao... :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. E o que gosto é a que a autora trabalha temas que são bem atuais e que já eram bem frequentes nas pessoas e elas não sabiam lidar ou explicá-los.
      Beijoss

      Excluir
  12. Oiee ^^
    Este é um dos meus livros favoritos da série, acho que principalmente pelo fato de o Simon ser tão diferente dos outros mocinhos, né? Como você disse, ele era casado e já tem dois filhos, e sua esposa tinha depressão... É algo bem diferente. E eu também adorei a Eloise, e adorei ainda mais o romance ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Phillip realmente é bem diferente dos outros personagens. A história é linda e bem emocionante.

      Beijoss

      Excluir
  13. Também gosto muito dessa visão mais ampla que a narrativa em terceira pessoa oferece, e embora só tenha lido o primeiro livro da série até agora já percebi que as descrições da Julia são na medida certa e que ela realmente cria personagens apaixonantes! E nossa, não leio muitos livros do gênero mas acho que nunca tinha visto uma história de um mocinho que já havia sido casado e ainda tinha filhos! Espero que eu consiga chegar logo nesse volume!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Ju. Achei isso bem diferente, poucas são as autoras que abordam essa questão do mocinho já ter filho, algo que creio ter sido bem comum naquela época, já que muitas mulheres morriam em parto e a medicina não era como é hoje.

      Beijoss

      Excluir
  14. Olá Caroline!
    Amo romances de época e esse foi o último livro que li da série até agora e foi uma leitura encantadora. Eloise é uma das personagens mais divertidas da série e apesar de Phillip ser bem reservado, amei a conexão dos dois, mesmo que o começo tenha sido bem complicado. Esse livro foi bem diferente mesmo dos outros por causa do mocinho viúvo, mas gostei muito dessa mudança.
    Beijos.

    Um Rascunho a Mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, Thalita. Foi bem diferente e gostei da forma como Louise aos poucos transformou Phillip.

      beijoss

      Excluir
  15. Oi Carol,
    Também acompanho a série e também adorei a leitura desse volume, na verdade gostei de todos, o que eu achei mais fraco foi infelizmente o do meu personagem favorito - Colin, amei esse volume dedicado a Eloise, e já estou ansiosa aguardando o próximo e ultimo chegar aqui em casa.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei o livro de Colin fraco. Creio que colocamos muita expectativa no personagem e quando vimos foi totalmente diferente do que esperávamos.

      Beijoss

      Excluir