Resenha: Mentirosos - E. Lockhart

ISBN: 9788565765480
Ano: 2014
Autor (a): E. Lockhart
Páginas: 272
Gênero: Young Adult (Jovem Adulto)
Editora: Seguinte
Pontuação:  ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
() Favoritado!

Sinopse: "Cadence vem de uma família rica, chefiada por um patriarca que possui uma ilha particular no Cabo Cod, onde a família toda passa o verão. Cadence, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat (os quatro "Mentirosos") são inseparáveis desde os oito anos. Durante o verão de seus quinze anos, porém, Cadence sofre um misterioso acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos, tentando juntar as lembranças sobre o que aconteceu."

Cadence é a neta mais velha da grandiosa família Sinclair. Criada para ter e ser a melhor, a jovem passa todos os seus verões na ilha particular da família, local mágico repleto de amor e alegria. É neste lugar que as filhas Sinclair se reúnem com seus pais e seus lindos filhos, mostrando para o mundo seu poder e sua beleza. Entretanto, por trás dessa fachada temos adultos corrompidos e falsos, e jovens que sofrem a pressão e a consequência do peso de um sobrenome.

''Somos Sinclair.

Ninguém é carente.

Ninguém erra. ''


Até o verão de seus quinze anos, os primos Cadence, Johnny e Mirren (que ao lado do amigo Gat formam o grupo intitulado “Mentirosos”) não conseguiam enxergar além da aparente perfeição dos Sinclair, contudo tudo muda nesse verão: as máscaras caem e a podridão vem à tona. Dois anos depois o resultado dessa mudança é uma Cadence traumatizada, perdida em suas fortes e horripilantes enxaquecas, e angustiada com sua falta de memória. A jovem não sabe o que aconteceu ou o que realmente mudou, mas tem certeza de que precisa descobrir como lembrar do seu passado, da noite em que ela acordou sozinha, sem parte de suas roupas e de sua memória, na praia da ilha Sinclair.

"Não importa se o divórcio retalha os músculos do nosso coração a ponto de mal conseguir bater sem esforço. Não importa se o dinheiro do fundo de investimento está acabando, se as faturas do cartão de crédito não são pagas e se acumulam sobre a bancada da cozinha. Não importa se tem um monte de frascos de comprimidos sobre a mesa de cabeceira. (...) Somos Sinclair. Ninguém é carente. Ninguém erra."

O livro é perturbador, emocionante e completamente surpreendente, se tornando ao término da leitura, sem dúvida, um dos melhores livros que li no ano passado. Indo além do drama e do romance, a autora cria uma intrincada história sobre amizade, traumas, problemas familiares e recomeços. E tudo isso sem deixar a narrativa previsível ou clichê.

O charme da história está no segredo minuciosamente detalhado durante as páginas, mas, o melhor é o quão reflexivo a solução desse mistério é. O fato é que temos uma narrativa tão cruel e verdadeira que é impossível não se envolver com ela. Trata-se de uma família perfeita devastada pelas mentiras, pela ganância e pelo preconceito. Uma família fictícia que, assolada por seus medos e erros, ganha o leitor ao tornar-se tão real. Portanto, podem dizer que é apenas ficção, mas fica claro que a mensagem por trás dessa história é dolorosamente verdadeira.



"O silêncio é uma camada protetora sobre a dor.''


O livro é puro sentimento, pois é como uma avalanche de emoções boas e ruins, uma mescla de amor e ódio, de ganho e perda. Tanto é que até hoje não consigo deixar de refletir a respeito dessa história, de como ela me marcou e me surpreendeu. De fato, sinto que vou carregá-la comigo para onde eu for.


''Acreditamos em exercícios ao ar livre. Acreditamos que o tempo cura. [...] Não discutimos nossos problemas em restaurantes. Não acreditamos em demonstrações públicas de angústia.



Autor da resenha: Luan Henrique de Almeida

3 comentários :

  1. Só vejo resenhas positivas sobre essa história e sempre tenho vontade de ler mais outros acabam passando na frente.

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Desde que o livro foi lançado, sempre ouço falar muito bem sobre ele.
    É uma das minhas metas de leitura e espero poder fazê-la em breve.
    Adorei a resenha e estou super curiosa para embarcar nessa avalanche de emoções.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. caramba,depois de ler sua resenha dá vontade de sair correndo para ler o livro e sentir essa avalanche de sentimentos que a narrativa provoca. Confesso que este livro está na minha estante esperando,mas não consigo tempo para lê-lo.Preciso resolver isso o mais rápido possível.

    bjsss

    ResponderExcluir