Resenha: Alma Nova (Trilogia Incarnate 01) - Jodi Meadows

Título: Alma Nova (Trilogia Incarnate, Vol. 01)
Título Original: Incarnate
Autor: Jodi Meadows
Edição: 2013
Nº de Páginas: 288
Editora: Valentina


Sinopse: 

ALMANOVA

Ana é nova. Por milhares de anos, em Range, milhões de almas vêm reencarnando, num ciclo infinito, para preservar memórias e experiências de vidas passadas. Entretanto, quando Ana nasceu, outra alma simplesmente desapareceu... e ninguém sabe por quê.



SEM-ALMA

A própria mãe de Ana pensa que a filha é uma sem-alma, um aviso de que o pior está a caminho, por isso decidiu afastá-la da sociedade. Para fugir deste terrível isolamento e descobrir se ela mesma reencarnará, Ana viaja para a cidade de Heart, mas os cidadãos de lá temem sua presença. Então, quando dragões e sílfides resolvem atacar a cidade, a culpa deverá recair sobre... 

HEART
Sam acredita que a alma nova de Ana é boa e valiosa. Ele, então, decide defendê-la, e um sentimento parece que vai explodir. Mas será que poderá amar alguém que viverá apenas uma vez? E será também que os inimigos – humanos ou nem tanto — de Ana os deixarão viver essa paixão em paz?

Ana precisa desvendar grandes segredos: O que provocou tal erro? Por que ela recebeu a alma de outra pessoa? Poderá essa busca abalar a paz em Heart e acabar por destruir a certeza da reencarnação para todos?

Um livro com uma narrativa fantástica, inovadora e deliciosamente original, Alma Nova é o primeiro livro da trilogia Incarnate, da autora Jodi Meadows, que nos traz a fascinante e viciante história de Ana e nos emociona e encanta.



“O que é uma alma, senão uma consciência que nasce e renasce? ”

Imagine um mundo onde as pessoas não precisam se preocupar com a morte, onde não há necessidade de pressa, pois todos sabem que reencarnaram e poderão dar continuidade a seus projetos e reencontrar seus entes queridos. É assim a vida das pessoas em Heart: um novo corpo, uma nova vida, mas a mesma alma, que conserva as lembranças e conhecimentos de suas vidas anteriores. Sabe, quando desejamos recomeçar, mas com a mentalidade que desenvolvemos ao longo da vida? É bem assim a vida deles.

As coisas funcionaram dessa maneira por mais ou menos cinco mil anos. Até que uma pessoa não torna a reencarnar e em seu lugar nasce uma alma nova (ou sem-alma, como muitos acreditam). O pânico e horror se instalam nos habitantes de Heart. O que poderia ter ocasionado esse evento peculiar? 

Não suportando a vergonha de ter dado à luz a sem-alma, Li pega sua filha que deu o nome de Ana e vai  viver nos arredores da cidade. Por 18 longos anos, Ana foi criada por sua mãe que a maltratava, humilhava e a menosprezava. Li jamais escondeu que a filha para ela era um estorvo, que a menina roubara a vida de alguém e que era uma sem-alma. Após tantos anos aguentando essa vida infeliz, Ana finalmente resolve sair de casa e ir em busca de resposta. Ela deseja saber o motivo por trás de seu nascimento, qual fator possibilitou sua existência. 


“ — Quem sou eu? — Foram as primeiras palavras que falei.

— Ninguém — Respondeu ela. — Uma sem-alma. ”


Então, corajosamente, ela parte em uma jornada em busca de respostas. Ana pretende ir à Heart, pedir permissão ao Conselho (que é tipo o governo na história) para pesquisar na biblioteca da cidade. Porém, sua jornada não é fácil e por pouco não tem um fim prematuro. Nesse mundo, os humanos dividem a Terra, com seres míticos como centauros, dragões, as temidas sílfides e outras criaturas. Ana, por culpa de uma bússola quebrada — presente de sua adorável mamãe —, se perde em seu caminho e dá de cara com sílfides, e não lhe restam alternativas além de se jogar em um lago congelante. No entanto, aquele não era o fim e sim apenas o começo de sua jornada.

Sam, um rapaz tão lindo por fora quanto por dentro, salva nossa mocinha e, mesmo depois de saber que ela é a alma nova, não a repele como os outros. Ele acha que ela representa algo bom e se dispõe a ajudá-la em sua busca por respostas, e acaba por se tornar seu primeiro amigo. Ana fica completamente surpresa com ele, pois até então só convivera com sua mãe, que não é um bom exemplo para nada. A jovem é assustada e desconfiada com todos, mas Sam é sempre tão paciente, carinhoso e demonstra realmente querer saber seus gostos e vontades. Aos poucos ele vai cativando seus sentimentos. Afinal, por fora ele é apenas um jovem, mas sua alma tem a paciência e sabedoria de cinco mil anos.


“— O que você é não está estabelecido aos olhos de todos. Ninguém sabe o que esperar de você. Alguns diriam que a sociedade caiu na rotina. Que está estagnada. Graças ao fato de ser nova, você tem a capacidade de nos tirar disso. ”


Chegando à cidade, eles enfrentam problemas logo de cara. Ana não é aceita pelos cidadãos de Heart, sofre com o preconceito, já que para os demais ela é uma párea. Para permanecer na cidade, ela tem de se submeter a certas condições. Sam em momento algum a abandona, ele fica firme e forte ao seu lado, defendendo-a em todos os momentos. (Suspiros).


Quando finalmente dá início a suas pesquisas, Ana enfrente muitos obstáculos e provações, e percebe que acaba tendo mais perguntas do que respostas. Então, ela irá fundo em sua busca por respostas para desenterrar mistérios e segredos antigos, o que que pode colocá-la em grande perigo. Mesmo assim, Ana e Sam (porque eles são tipo pacotes dois em um *-*) não desistem, eles resolvem que vão até o fim dessa jornada, custe o que custar!

Com sua narrativa cativante e criativa, Jodi Meadows criou um universo singular e personagens incríveis. Ana é uma protagonista corajosa que nos cativa desde o início. mesmo tão pequena e tão nova em comparação com as demais pessoas, ela se mostra imensa e sábia. Sua coragem e determinação a movem para ir além de seus limites, para aprender mais e mais, e nunca desistir. Sam é o tipo de mocinho que é impossível não se apaixonar (minha vontade é de colocá-lo num portinho e guardá-lo forevermente no coração). Carinhoso e paciente, ele está sempre ao lado de Ana, para os bons e maus momentos. Ele se mostra sempre amoroso e preocupado, buscando atender as necessidades de Ana e tirando seus medos.

O romance se desenvolve aos poucos, vemos cada tijolinho que vai construindo a relação entre Sam e Ana ao longo da trama, um romance tão lindo e tão amorzinho, que me emociono só de lembrar.


“ — Acho que eu morri para renascer com você. Para encontrá-la no lago. Encontrei minha inspiração.”


Definitivamente um livro viciante, que nos instiga a embarcar junto com os protagonistas nessa jornada em busca da verdade, nos leva a querer desvendar junto os mistérios que envolve o nascimento de Ana. Além, é claro, de toda a reflexão que o livro nos proporciona. Em seu universo fantástico, a autora mascara com seus personagens e situações fictícias muitas questões da nossa vida real. Simplesmente amei a história, o tipo de livro que você devora em uma noite e pede mais!



Próximo livro da série:
1. Saraiva
2. Amazon

5 comentários :

  1. Eu acho essa capa lindíssima, mas o livro não é o meu estilo favorito, mas pela sua resenha vejo que o enredo é bem instigante e envolvente... Quem sabe não dedico um tempinho para a leitura dele né?

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza reserva um tempinho e se deixe envolver pela leitura ^^

      Bjs!

      Excluir
  2. Gente ele é de uma das autoras de My Lady Jane. Isso fez ganhar alguns pontos comigo, já que esse estilo não é meu favorito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A autora é uma fofa e escreve super bem, então são mais pontinhos a ganhar haha

      Excluir
  3. Amei a capa, é muito linda. Tentei ler, mas o enredo nao me prendia, acabei abandonando, infelizmente. Mas que bom que com você a experiencia foi boa! Beijos, Yasmim.

    Blog: http://literarte.blog.br
    Insta: instagram.com/blogliterarte
    Twitter: twitter.com/yasmimsaks

    ResponderExcluir