Resenha: A Guerra Que Salvou A Minha Vida - Kimberly Brubaker Bradley

Título: A Guerra Que Salvou A Minha Vida
Título Original: The War That Saved My Life
Autor (a): Kimberly Brubaker Bradley
Editora: DarkSide (Sob o selo DarkLove)
Gênero: Jovem Adulto/Sick-Lit
Nº de Páginas: 240
Edição: 2017


*Livro cedido gentilmente pela editora para resenha.


Sinopse: Ada tem dez anos (ao menos é o que ela acha). A menina nunca saiu de casa, para não envergonhar a mãe na frente dos outros. Da janela, vê o irmão brincar, correr, pular – coisas que qualquer criança sabe fazer. Qualquer criança que não tenha nascido com um “pé torto” como o seu. Trancada num apartamento, Ada cuida da casa e do irmão sozinha, além de ter que escapar dos maus-tratos diários que sofre da mãe. Ainda bem que há uma guerra se aproximando.
Os possíveis bombardeios de Hitler são a oportunidade perfeita para Ada e o caçula Jamie deixarem Londres e partirem para o interior, em busca de uma vida melhor.
Kimberly Brubaker Bradley consegue ir muito além do que se convencionou chamar “história de superação”. Seu livro é um registro emocional e historicamente preciso sobre a Segunda Guerra Mundial. E de como os grandes conflitos armados afetam a vida de milhões de inocentes, mesmo longe dos campos de batalha. No caso da pequena Ada, a guerra começou dentro de casa.
Essa é uma das belas surpresas do livro: mostrar a guerra pelos olhos de uma menina, e não pelo ponto de vista de um soldado, que enfrenta a fome e a necessidade de abandonar seu lar. Assim como a protagonista, milhares de crianças precisaram deixar a família em Londres na esperança de escapar dos horrores dos bombardeios.


Vencedor do Newbery Honor Award, primeiro lugar na lista do New York Times e adotado em diversas escolas nos Estados Unidos.


O livro se passa durante a Segunda Guerra Mundial e traz a história da jovem Ada, que possui uma deficiência no pé, sendo este torto. Ela é trancafiada em sua casa e abusada constantemente por sua mãe (em momento algum o nome dela é falado, pois tanto Ada quanto Jamie sempre se referem a personagem como a Mãe) que a obriga a fazer todos os afazeres domésticos, sendo que para se locomover tem que se arrastar pelo chão. Sua única felicidade era o seu irmão mais novo, Jamie, que era normal e por isso tinha a liberdade de sair de casa quando quisesse.



“Minha casa era uma prisão, eu mal suportava o calor, o silêncio e o vazio”

Em um determinado dia, Jamie, retorna para casa avisando a Mãe que as crianças estão sendo evacuadas de Londres em decorrência da guerra que estava se aproximando. Ada então monta um plano e resolve fugir junto com o seu irmão Jamie, após a mãe se negar a mandá-la junto das outras crianças. Quando chegam ao destino, os irmãos acabam sendo acolhidos pela Srta. Smith, que é forçada a ficar com os dois e é inclusive nesse novo lugar que a personagem Ada irá aprender muitas coisas sobre a vida e que o temporário pode às vezes acarretar em um novo futuro.



“Eu queria dizer um monte de coisas, mas, como de costume, eu não tinha as palavras para os pensamentos dentro da minha cabeça.”

Gostei da forma com que a autora abordou e trouxe o cenário da Segunda Guerra Mundial para a história, as bombas, os aviões, a rotina de quem vive num país em guerra, da forma bem detalhada a qual descreve, não apenas se prendendo em mostrar cenas degradantes ou fortes com o intuito de nos impactar forçadamente. Na verdade, A guerra que salvou a minha vida é uma história de superação, de construção familiar, de amor. No final, o carinho é manifesto.




O livro é narrado sob a perspectiva da Ada e é incrível poder acompanhar sob os olhos inocentes dessa personagem todos os anseios que permeiam o coração de uma menina nova demais para suportá-los, além dos acontecimentos de um período tão conturbado, pois isso traz ainda mais sensibilidade a trama.



Todos os personagens da obra foram muito bem desenvolvidos e a maioria deles conquistaram o meu coração, sendo o que mais me emocionou durante a leitura foi a linda relação construída entre a Srta. Smith e os dois irmãos.



"A Alice perseguia um coelho que usava roupas e um relógio de bolso. Ele descia pela toca, como os coelhos que eu via nos passeios com o Manteiga. A Alice ia atrás dele e caía num lugar ao qual não pertencia, um lugar onde nada fazia sentido. Éramos nós, pensei. O James e eu havíamos caído na toca de um coelho, na casa da Susan, onde nada mais fazia sentido." 


Gostaria também de mencionar à respeito da edição do livro feita pela DarkSide Books que é sempre um destaque. A capa tem elementos que combinam com a história, com desenhos que permeiam o livro o que deixa tudo visualmente muito bonito e atrativo.


“Ele achou que eu estava mentindo, ou, na melhor das hipóteses, exagerando. Agora voltava a encarar o meu pé ruim. Senti uma onda de calor subir pelo meu pescoço. Pensei no que a Susan faria. Espichei o corpo, cravei os olhos no homem e disse, empertigada: Meu pé ruim fica muito longe do meu cérebro”.

Recomendo demais a leitura, pois é um livro tocante, singelo e impactante. Esta obra é uma leitura obrigatória para aqueles que curtiram ler O Diário de Anne Frank, que com certeza será um dos livros que estará presente na minha lista de favoritos da vida. É um livro que precisa ser lido, porque nos ensina e mostra uma linda mensagem sobre a vida.



"Enfim compreendi qual era a minha luta e por que eu guerreava. A Mãe não fazia ideia da forte combatente que eu havia me tornado."


Obs: A história tem continuação prevista para sair nos Estados Unidos em Outubro de 2017. O título é "The War I Finally Won". Ainda não existe previsão para o lançamento no Brasil.



2. Saraiva
3. Amazon

59 comentários :

  1. Ola
    Que horror essa questão de a menina nao sair de casa e o pior, ainda ser tratada mal pela própria mae. Ja da uma angustia por conta disso. Nao tenho duvida de que seja uma obra tocante e sendo a primeira resenha que leio a respeito, o livro ja entrou para a minha lista de desejados, sem dúvida. Bem capa, como ja era de se esperar diante da editora.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste da leitura, é um livro maravilhoso. ;)

      Excluir
  2. Oie, tudo bem?
    Adoro os livros da darkside, e comprei esse a um tempo atrás. Amei a capa, e quando vi que tinha um pouco a ver com a mesma realidade que Anne Frank passava, precisei adquiri-lo na hora! Ainda não li, mas lerei em breve!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Caveirinha arrasa né? Leia, tenho certeza que vc irá amar.

      Excluir
  3. Não conhecia o livro e adoro as publicações da editora. Fiquei bem curiosa!
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em saber que curtiu, recomendo a leitura. :)

      Excluir
  4. Olá! Eu estou com muitas expectativas sobre esse livro, mas não sei se vou conseguir ler, acho que o tema que abordam nele forte, não sei ainda se terei coragem, adoro a editora, achei a capa maravilhosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro incrível e de certa forma faz uma abordagem leve sobre o tema, comparado a outros livros que já li. Se futuramente fizer a leitura quero sabe o que você achou.

      Excluir
  5. Esse livro é mesmo maravilhoso, eu já li e acho que foi uma das melhores leituras do ano até agora!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo e para mim também foi uma das melhores leituras.

      Excluir
  6. Olá! Estou louca para ler esse livro. Amo histórias com pano de fundo de Guerras. São sempre sensíveis e humanas, mesmo com tanto terror por trás. Bom, se já queria ler antes, depois da sua resenha estou ainda mais ansiosa para colocar as mãos nesse exemplar lindo da Darkside.
    Bjsss

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Já li algumas resenhas sobre esse livro e o pessoal fala muito bem dele. Vi que sua resenha não foi diferente.
    Não gosto de livros com guerras como pano de fundo. Contudo, pretendo dar uma chance a esse pela riqueza de detalhes.
    A edição é maravilhosa.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    este livro está na minha lista de desejados par ao meu aniversário e se eu não ganhar, com certeza comprarei, porque depois de ler a sua resenha, tenho certeza que será uma leitura que me deixará diferente, melhor.
    Adorei suas considerações .
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, é um livro que vale muito a pena fazer a leitura.

      Excluir
  9. Ainda não li nada da editora, mas a cada lançamento minha vontade aumenta, pois eles sempre arrasam nas edições, né?
    Tô bem curiosa pra ler esse, já que aborda um assunto tocante, e por gostar desse tema, sei que irei amar.
    Espero poder conferir, ainda mais sabendo que os personagens são bem desenvolvidos!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Caveirinha nunca decepciona, você vai amar.

      Excluir
  10. Essa edição está fantástica. Adoro livros ambientados na Segunda guerra e há algum tempo esse está em minha lista de desejados, cada resenha que leio, fico mais fascinada. Só não sabia que a história tinha continuação prevista, isso é um pouco desmotivador para mim. Mesmo assim, vou ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A continuação do livro provavelmente trará a evolução da protagonista e eu estourar super curioso para saber como será a trama. Entendo a sua preocupação, torcendo para que seja tão bom quanto esse livro foi.

      Excluir
  11. Quero ler esse livro desde o lançamento! A história me cativou desde o início, e estou mega ansioso para lê-lo. Eu amo histórias que se passam na Segunda Guerra, principalmente com esse conteúdo de superação familiar. Eu não sabia dessa continuação, você sabe se será apenas uma duologia ou uma série?? Se eu soubesse não sei se teria comprado..... Rsrsrs Vou correr com minhas leituras atuais para ler o quanto antes. Beijos !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito que seja uma série, a continuação está para ser lançado em Outubro no exterior.

      Excluir
  12. Oie! Tudo bem?

    São poucos os livros com esse tema que eu desejo, mas esse desde seu lançamento chamou minha atenção, uma pela capa linda e outra pela proposta dele! E depois de ler sua resenha com tanto elogios me faz querer ler mais ainda! Só espero que o livro não se torne uma série muito grande...

    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um livro muito bem escrito e tocante. Depois quero saber o que achou.

      Excluir
  13. Oie amore,

    Tenho visto essa capa por ai.. mas até então não tinha lido nada a respeito do livro... mas já gostei do que vi por aqui...
    Curiosa por essa leitura agora!
    Só me preocupa porque não li ainda Anne Frank... tentei algumas vezes mais não rolou... embora tenha ele na estante e ainda queira ler algum dia...
    MAs acho que vale a pena dar uma chance pra essa belezura!

    Beijoka!

    ResponderExcluir
  14. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livro nem fazia ideia da sua existência. A capa ou o titulo não chamaram muito a minha atenção...

    Bem, acho ótimo que tenhas apreciado a leitura, assim como a narração sob a perspetiva da protagonista. Ainda bem que os personagens foram bem desenvolvidos!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se um dia fizer a leitura quero saber o que achou. Muitas pessoas tem receio de ler livros com essa temática como pano de fundo.

      Excluir
  15. Oi, tudo bom?
    A DarkSide sempre arrasa nos seus livros, as edições são sempre belíssimas. Adorei a capa desse. A história parece bem angustiante e tocante, fiquei bem interessante. Acho interessante ler sobre a guerra, ainda mais de uma perspectiva diferente. Adorei a resenha.
    Até mais o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amo os livros da Caveirinha, as edições são maravilhosas.

      Excluir
  16. Oi, esse livro parece ser bem legal, né, pelo menos lendo sua resenha, mas posso afirmar que a premissa não me interessou. Já li outros livros que também falam desse tema e até hj não vi nenhum que superasse O menino do pijama listrado. E certamente não acho que esse livro irá superá-lo, pelo menos ao meu ver. Apesar de ser uma leitura que fale dos horrores da guerra e nos mostre uma personagem bem construída, não me senti tentando a lê-lo.

    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O menino do pijama listrado traz uma abordagem mais pesada sobre o tema enquanto esse livro não busca trazer a questão da Guerra como foco central e sim a questão familiar em seu cerne. Por isso são duas obras incríveis e de difícil comparação.

      Excluir
  17. Olá!
    Eu estou muito curiosa para ler esse livro. Gosto muito de obras com temática sobre A Segunda Guerra e adorei a leitura de O Diário de Anne Frank, então com certeza é uma leitura feita para mim. Realmente, a edição está maravilhosa e estou morrendo de vontade de ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    A DarkSide sempre arrasa nos lançamentos. Eu não sou a maior fã de livros ambientados em época de guerra, mas confesso que esse me chama muito atenção e ele parece ser muito tocante, do jeito que eu gosto. Acredito que vale a pena deixar um pouco desse receio que eu tenho com livros em épocas históricas e tentar a leitura. Obrigada pela dica!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, eu também tinha esse receio, depois que me arrisquei a ler livros que fugissem da minha zona de conforto comecei a gostar de livros com essa temática.

      Excluir
  19. Amo a temática do livro e principalmente o fato da superação. Pretendo ler o mais breve possível. 😀

    ResponderExcluir
  20. Oie!
    Já percebi que vou me emocionar muito com a leitura desse livro. Eu não li o livro citado, da Anne Frank, mas só pelo tema da história, com certeza vai mexer demais comigo.
    E a edição da Darkside sempre é linda, né? Impossível não se destacar.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  21. Oie...
    Eu adoro livros em que se passam na Segunda Guerra, pois, elas geralmente são capazes de emocionar o leitor de uma maneira inexplicável, pelo menos comigo.
    Achei a premissa desse livro resenhado maravilhosa e tenho certeza que será uma leitura que irei gostar! A diagramação parece estar linda e, é claro, a Darkside sempre arrasa ;)
    Dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ler sem medo, não tem como não se apaixonar pela trama e pelos personagens.

      Excluir
  22. Olá!
    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas, apesar de você ter gostado e muitas outras pessoas também, vejo que muitos não estão gostando da história. Ela me parece ser extremamente dramática e triste e acho que não é o que preciso no momento.
    Fiquei triste com essa questão do segundo volume, não sei se é completamente necessário.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério, ainda não vi comentários​ negativos a essa obra. Dê uma chance a história, é muito boa.

      Excluir
  23. Sou fã de carteirinha da Darkside, tenho quase todos os luvros deles. Também sou apaixonada por historias relacionadas a guerras, apesar de muito tristes sempre trazem uma história de superação, e isso me atrai demais. Fico feliz que além de ser uma obra belíssima também seja uma excelente história. Adorei a dica.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero um dia ter todos os livros da Caveirinha hahahah, obrigado!

      Excluir
  24. Ai meu Deus, me tremi toda quando vi o título do.seu post, eu quero muito muito ler esse livro e tem que ser logo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilha, leia e se encante pela história.

      Excluir
  25. Olá!
    Primeiro aquela pausa para elogiar a Darkside que nunca decepciona nessas edições maravilhosas hahahah
    Vi algumas resenhas desse livro de pessoas que gostaram tanto quanto você, quero muito ler, mas sinto que preciso me preparar bastante psicologicamente para uma leitura dessas hahaha espero ler em breve!
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  26. Luan eu estou no aguardo deste meu livro chegar!
    Está capa é linda e nos leva a uma singeleza e pureza incrível!
    A história é forte
    Livros com a temática de guerra sempre me destroem emocionante.darkside possue um respeito incrível pelos teus leitores.
    Gostei muito de tua resenha e saber que o livro é tão bem escrito me deixo com mais vontade de ler

    ResponderExcluir
  27. Oh gente a DArkside querendo falir a gente mais uma vez, é bem a terceira vez só esse mês que eles me ferram. Acho a capa desse livro lindaaaaaa e nao sabia nada da historia até ler a resenha, so acho que nao leria pq eu nao leio nada e nem vejo filmes ou series nada nada mesmo que tenha guerra, eu simplesmente nao suporto, é uma coisa que me sensibiliza demais, prefiro evitar. Bela resenha. bjs
    Jo Scarreiro
    Feed your Head

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em saber que gostou da resenha. As edições da Caveirinha são mesmo um arraso.

      Excluir
  28. Olá!
    Eu tenho muita curiosidade em ler esse livro. só vejo elogios sobre ele e o que mais me chama atenção é toda a trama e a forma que a história foi desenvolvida. A premissa é emocionante e espero poder ler o livro em breve.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suh,a história é muito bem desenvolvida e é o tipo de livro que emociona mesmo. Torcendo para que vc consiga ler o quanto antes. Beijos.

      Excluir
  29. Olá!
    Fiquei muito interessada com a sinopse desse livro e essa foi a primeira resenha que li dele e só fiquei ainda mais interessada. Você conseguiu expressar a essência dele muito bem. O fato de existir uma continuação me deixou bem curiosa!

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste da leitura e agradeço pelo elogio. Beijos!

      Excluir
  30. Nossa, fiquei curiosa com essa sua resenha. Deve ser uma leitura bem emocionante. Mas não deve ser um livro muito fácil de digerir, já que a própria mãe não trata bem a filha... A capa é maravilhosa tbm!

    ResponderExcluir