Resenha: A Rebelde do Deserto - Alwyn Hamilton

Título: A Rebelde do Deserto
Título Original: Rebel of the Sands
Autora: Alwyn Hamilton
Nº de Páginas: 283
Edição: 2016
Editora: Seguinte 


Sinopse: O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher. Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele. Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por revelar a ela o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.

**A Rebelde do Deserto é o primeiro volume da trilogia A Rebelde do Deserto. O segundo volume, A Traidora do Trono, foi publicado neste ano e deverá ganhar uma adaptação para os cinemas.

A presente obra tem como ambientação o deserto de Miraji e gira em torno da personagem Amani. Depois da morte dos pais, Amani vai morar indesejavelmente na casa de seus parentes distantes. A vida ao lado dos familiares não é a das melhores, mas o que realmente incomoda a jovem é a certeza de que nada de bom acontece com as mulheres que vivem na cidade de Vila da Poeira.

Inserida em uma sociedade machista e extremamente preconceituosa, o destino de Amani e o de qualquer outra mulher nascida no deserto é aceitar o que os homens ao seu redor escolhem para elas: insignificância social, casamento precoce, agressão, além do constante abuso moral e sexual. Prestes a se casar e a se tornar mais uma entre as muitas esposas do tio, Amani resolve arriscar tudo e fugir. A jovem quer uma vida diferente, quer ser reconhecida por quem é e não por seu gênero, por isso, ela se disfarça e segue em busca de um novo destino. O resultado é pura aventura, mistério, paixão e inúmeras batalhas, sejam elas tanto sociais quanto físicas. A trajetória de Amani é permeada de dor e perdas, entretanto ao lutar por um futuro diferente ela irá descobrir mais sobre si mesma e sobre seus verdadeiros sonhos.

"— Você é uma ótima mentirosa. Para alguém que não mente."

O livro nos apresenta uma história tão envolvente e com um universo tão bem construído que é quase impossível não imergir e se encantar por todos os personagens. Cabe ressaltar que, um dos principais motivos para eu ter gostado tanto desse livro foi a forma como a autora explorou as situações preconceituosas e injustas na qual as mulheres vivem, usando uma personagem principal forte, sarcástica e bastante determinada.

"Você nunca quis algo com tanta força que se tornou mais do que um simples desejo? Preciso sair desta cidade. Preciso disso tanto quanto preciso de ar."

A Rebelde do Deserto é o livro de estreia da autora e conta com uma narrativa extremamente eletrizante. O enredo apresenta uma boa ambientação que foge ao padrão dos livros de fantasia, uma vez que, a Alwyn Hamilton soube trabalhar bem os elementos dentro da narrativa, mesclando pontos de mitologia árabe, fantasia e aspectos sociopolíticos bem reais que sofrem as mulheres do Oriente, fazendo com que, ao longo do desenrolar da trama, pudéssemos perceber o amadurecimento da jovem que se transforma em uma mulher e passa a encarar os problemas com garra e luta por sua sobrevivência, não abandonando seus ideais. Recomendo demais essa leitura que foi bem marcante.



Próximo livro:
Resultado de imagem para a traidora do trono


1. Saraiva
2. Amazon



0 comentários :

Postar um comentário