Resenha: Resgatando o Amor - Cristina Melo

Título: Resgatando o Amor - Missão 3
Autor (a): Cristina Melo
Editora: *publicação independente
Edição: 2017
Nº de páginas: 256

*Resenha feita pela colaboradora Renata Thomaz


Sinopse: Oito anos após ver seus planos despedaçados por um cruel ato de violência. Fernando Estevão só tinha uma missão: evitar que mais pessoas tivessem o mesmo destino, já que o seu não teria mais como ser mudado. Ele se fecha para o amor ou sentimentos mais profundos, preferindo viver em um casulo de dor e recordações. Até que de forma tão inesperada quanto surpreendente, um inusitado encontro faz os sentimentos reacenderem novamente, apesar de tentar lutar contra isso.

Cecília Castro Gutierrez chega à vida de Fernando e lhe mostra que seus sentimentos poderiam ser resgatados do mar de dor e sofrimento ao qual ele mergulhou, reacendendo uma chama que há muito ele achava extinta dentro de si. Mas como tudo em sua vida parece ser tirado violentamente, ele teima em se deixar contagiar pela luz que ela prece trazer para ele, assim como uma paixão que ele não consegue controlar.

Seus sentimentos seriam finalmente resgatados da escuridão, através de um amor tão puro e profundo?

É tão bom quando a gente enxerga o cotidiano do nosso país retratado com clareza e inspiração.  E Cristina Melo faz a gente entrar no pedaço de sofrimento da vida de um policial no Brasil, quando ver seu destino mudado de forma tão brusca.

São tantas dificuldades que o dia a dia reserva para policiais, ainda mais em metrópoles como Rio de Janeiro, cuja violência extravasa o limite, ainda mais quando temos uma turbulência na economia fazendo inflar os ânimos.

Então, vamos viajar no mundo de Fernando e Cecília, que traz de uma forma linda um lado emocionante da vida de um policial do Bope e de uma Veterinária apaixonada por sua profissão.

Fernando é dedicado em sua profissão de policial, está feliz porque irá se casar com a mulher de seus sonhos Leticia, jovem como ele, linda e cheia de sonhos por realizar, estão fascinados com a proximidade do casamento e fazem planos para iniciarem a vida de casados.



“Por favor, meu Deus, não a tire de mim, por favor, por favor.” ... – Fica comigo, Vida. Você vai ficar bem, eu estou aqui, meu amor – falo, agarrado ao seu rosto, e minhas lágrimas começam a rolar por minha face.”

Perder quem se ama, faz um estrago danado em nossa cabeça. Por determinação em não querer que acontecesse com outras pessoas o que aconteceu em sua vida, Fernando entra para o Bope e modifica seu estilo de vida.

É difícil demonstrar sentimentos sem parecer exagero ou até mesmo escrever o contexto do sexo oposto e enxergar toda a intensidade. E, tanto na parte de viver o momento fatídico da perda quanto em demonstrar a mudança da pessoa alegre para o “Ogro” um ser que endureceu e tenta ser frio a gente enxerga o sentimento. Mas, que não resiste ao encontrar uma pessoa que o desafia o tempo todo, uma pessoa alegre e cheia de vida, que ama os seres indefesos como os animais, Cecília entra na vida de Fernando como um furacão, cheia de euforia para pôr suas convicções em prática.



“- Cecilia, você está me ouvindo? Estou falando com você, será que a conversinha aí está tão interessante que não pode nem me responder? – Olha-me com cara de tanto faz.

- Agora você quer conversar? Desculpa eu não sabia – fala totalmente sarcástica, virando em minha direção. Quê?”

Gato e rato desde o início, Fernando e Cecília vão misturando com força, depois de se conhecerem por um acidente na estrada de um cachorrinho guerreiro que sobreviveu após ser jogado do carro na autoestrada, eles discutem, brigam, mas o que prevalece é o domínio das palavras de Cecília que impõe as condições de resgate do cãozinho indefeso, e que põe fim a discussão e obriga o Capitão Mandão ficar com esse animal.


A principal magia deste livro é fazer a gente entender todos os sentimentos de perda de um amor, que destrói uma vida e esta versão somatiza ainda com a vida complicada de um policial, que tem que manter a descrição de sua vida pessoal e ao mesmo tempo vivê-la sem medo. Mas, então, quando o destino resolve te pôr a prova e você se entre a vida e a morte por condição da profissão que escolheu é bastante difícil.

“[...] – Para, Fernando! Você está louco? - Afirma, com um sorriso safado no rosto.
- A culpa é sua! Você está me deixando louco, minha linda! Você virou a minha vida do avesso... [...]”.

Pra selar o ponto forte deste livro, a escritora nos coloca em duplicidade entre presente e passado, mostrando as facetas que a vida nos apronta e quais saídas podemos ter para obter o perdão divino e ganhar a graça de milagres simples quando temos fé na vida.

Um livro cheio de muitos carinhos e bem escrito, que revela o maior significado da vida, que é o amor como fonte de energia, esperança e virtude. O amor ao próximo, aos animais irracionais de forma incondicional e o amor que duas pessoas devem viver sem medo, sem rancores.

Indico, para quem gosta de uma aventura urbana, com pitadas de suspense e outras hilárias com as amizades que a dupla principal tem.


2 comentários :

  1. Gostei muito de seu blog e da resenha. Estou seguindo.
    Caso desejem, façam uma visitinha:

    paragostardeler1.blogspot.com.br
    paragostardelerbrasil.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Ficamos felizes que gostou!
      claro que vistaremos seu blog!
      Abraços!

      Excluir