Resenha: A Vida é uma Tarde de Chuva - Carlos Henrique Abbud & Flávia Gonçalves

Título: A Vida é uma Tarde de Chuva
Autora: Carlos Henrique Abbud e Flávia Gonçalves
Edição: 2017

Nº de  Páginas: 200
Editora: PenDragon


Sinopse: Saiba que há um monstro escondido em Desídia. E ele se alimenta de vida interior.
Glenn está sozinha no mundo. Vive na estrada, entre pontos de partida e destinos igualmente irrelevantes. Imersa em seu nada, pega carona com um estranho escultor. Os dois sofrem um acidente, causado por um homem prestes a tirar a própria vida.
Ferida, ela é carregada para Desídia, um vilarejo misterioso e esquecido pelo tempo. Quando descobre que, ali, os sonhos, os laços e o amor cobram um preço alto demais, como sempre faz, decide fugir das pessoas, dos problemas, de tudo.
Mas sua vida pode mudar para sempre em uma tarde de chuva.


O livro traz a história de Glenn, que vive na estrada e sozinha viaja pelo mundo sem destino, até que em um certo dia a nossa protagonista pega carona com um rapaz misterioso e estranho. Logo em seguida, os dois acabam sofrendo um acidente causado por um homem que se encontra parado na estrada portando uma arma apontada para cabeça, estando ele prestes a se matar.



"- Sei lá, Glenn. - Valiante debruçou-se na janela, ao lado dela. - Vai ver a vida não é mesmo nada além de uma longa tarde de chuva como essa. Você pode ficar olhando para fora, praguejando por não poder ir aonde quer, ou aproveitar o tempo da melhor maneira, sabe? No fim, tudo o que existe é apenas distração enquanto uma chuva interminável nos prende aqui, nesse mundo."

Glenn e o escultor (Valiante) acordam feridos e são levados para um vilarejo esquecido no tempo chamado de Desídia. Esse local bastante pacato guarda muitos mistérios, principalmente, com relação aos moradores que residem naquele lugar. Os dois personagens passam a conhecer algumas pessoas e aos poucos eles vão descobrindo mais à fundo um pouco da história, do que aconteceu no passado e o que levou aquela população a agirem de maneira tão estranha, haja vista que estes não expressam sentimentos de alegria e nem muito menos de esperança.


Diante de muitos acontecimentos que colocarão nossa protagonista à prova, Glenn resolve ir embora de Desídia, mas o que ela não sabe é que em uma tarde de chuva sua vida irá mudar para sempre.



"A vida é uma tarde de chuva e a felicidade depende das escolhas que nela fazemos."

Busquei não dar muitos detalhes da trama, pois o que mais me encantou durante a leitura foi a forma como os autores souberam desenvolver o mistério do vilarejo, assim como os moradores que vivem nesse local. Cada personagem foi muito bem construído e o mais incrível de tudo é o modo utilizado pelos escritores para expressar os anseios, medos e entre outros sentimentos da protagonista, desta forma trazendo um toque de realismo para o enredo.



"Mas, uma vez dentro da 'Armadilha', ela será capaz de tomar de você o que quiser. E você vai deixá-la levar tudo. Se o infesto tem sede, é preciso afogá-lo."

O romance apresenta alguns elementos fantásticos/sobrenaturais, além do clima de mistério que permeia toda a história, achei genial a mistura de gêneros e como tudo se encaixou direitinho. A narrativa é fluída e traz algumas reflexões cotidianas muito interessantes. O livro me surpreendeu bastante, visto que em muitos momentos a leitura me instigava a querer desvendar e me aprofundar nos mistérios de Desídia e seus moradores.




Outros pontos que também foram positivos e me cativou foi com relação ao foco da trama estar voltado para a evolução dos personagens principais e o relacionamento amoroso que ocorre de forma gradativa e lenta, pois aos poucos ambos vão despertando para paixão. Diante disso, recomendo esse livro nacional maravilhoso que mexe com nossas emoções e nos faz refletir à respeito da felicidade, da vida, dos nossos sonhos e as escolhas que fazemos para alcançar o que almejamos. 



0 comentários :

Postar um comentário