Resenha: Diário de Uma Volátil - Agustina Guerrero

Título: Diário de Uma Volátil
Autor (a): Agustina Guerrero

Edição: 2017


Nº de Páginas: 160
Editora: BestSeller



Sinopse: As tirinhas de Agustina Guerrero surgiram em seu blog autobiográfico Diário de uma volátil, e já conquistou milhares de fãs ao redor do mundo. Paixões, alterações de humor, crises, situações embaraçosas: ao longo da vida, todos nós já passamos por isso. Em “Diário de uma volátil”, a autora nos convida a conhecer suas próprias experiências e narra, de maneira muito bem-humorada, percalços do cotidiano e situações corriqueiras que vão desde a tentativa de explicar a dor das cólicas menstruais para o namorado até a dificuldade de interagir com pessoas super animadas em dias difíceis. É impossível não se identificar!

O significado da palavra volátil é de alguém cuja opinião muda com facilidade,  inconstante, que se deixa voar por aí. Portanto, o quadrinho lançado no ano passado pela editora BestSeller, é o diário da desenhista e artista gráfica Agustina Guerrero, uma argentina que transforma seus complexos, suas reflexões e seu cotidiano em ilustrações que revelam defeitos, qualidades, medos e pensamentos que todos nós temos, seja em pequena ou grande escala.


Simplesmente me diverti e dei muitas risadas com esse quadrinho enquanto estava lendo. A artista tem uma forma muito única de ironizar e rir de suas próprias situações embaraçosas. Ela consegue fazer o leitor gargalhar por simplesmente permitir que todos se vejam nas várias situações do dia-a-dia que todos gostam de manter em segredo. Quem nunca enviou uma mensagem carinhosa quando estava fazendo o número 2? Quem nunca achou a conversa do lado melhor que a sua? Essas e outras várias situações, são produtoras de muitas risadas.

Amei o quadrinho, mas tenho certeza que você mulher, tem mais motivos para se divertir com ele, já que a Agustina ilustra situações que não fazem parte do cotidiano masculino, como tirar o sutiã após um longo dia, voltar do ginecologista e a "tão" temida TPM.


As ilustrações são um show a parte, cheio de cores, o traço é encantador e o humor irônico dão o toque e o acabamento final a obra. A ficção é um campo amplamente explorado pelos artistas visuais, mas trazer o foco para as pequenas situações cotidianas, também pode se revelar um grande trunfo, se for efetuado com verdade e muita propriedade.

Então, eis que é um livro excelente para dar muitas gargalhadas, se ver em várias situações, lembrar dos amigos, presentear e rir das coisas bobas da vida. Diante de tudo, fiquei imensamente feliz de ter feito esta leitura e ter conhecido a arte volátil da Agustina Guerrero. Recomendado!!!

0 comentários :

Postar um comentário