Resenha: Alys (Elemento Alpha) - Priscila Gonçalves

Título: Alys - Elemento Alpha 
Autora: Priscila Gonçalves
Edição: 2017
Nº de Páginas: 354
Editora: PenDragon


Sinopse: Alys era só uma garota supervalorizando seus pequenos problemas adolescentes. Até que uma simples incursão abriu mais que o mundo que ela desejava conhecer. Abriu os seus olhos pra verdadeira natureza dos metais Nifrity e as responsabilidades de ser a única pessoa capaz de mantê-los em segurança. Agora, ela precisará desenrolar o emaranhado de segredos em que sua vida foi mantida, aprender a dominar seus poderes e encontrar seu guardião antes que a escuridão chegue. Uma aventura fantástica repleta de mistérios, aprendizado e superação, que levarão uma garota a se transformar em uma guerreira e encontrar o seu lugar no mundo.

A personagem Alys era uma garota comum que vivia em um mundo futurístico, compartilhado por humanos e seres fantásticos. Com a descoberta dos novos metais "Nifrity", que modificaram o planeta e toda a sua população tornando-os ainda mais poderosos e singulares, ela se vê cercada por um cuidado exagerado do seu pai, não podendo sair muito de casa e tendo só como distração a amizade do seu melhor amigo Kyer. Nossa protagonista nunca entendeu direito ou aceitou bem essa super proteção, mas como perdeu a sua mãe ao nascer, Alys acreditava que o seu pai também tinha medo de perdê-la.

Em um certo dia, Alys recebe autorização para sair de casa acompanhada de seu único amigo. E mesmo com todas as regras que a nossa protagonista teria que seguir, ela se sente animada por poder conhecer outros lugares. Mas essa saída irá mudar toda a sua vida e o modo como ela a conhecia, uma vez que, ao despertar um poderoso metal, sonhos estranhos que pareciam persegui-la desde sempre mostram-se bem reais. E é assim que Alys desperta a sua magia e o conhecimento do que é o elemento Alpha citado em uma poderosa profecia que fala sobre o fim de toda a magia.

"Boa sorte minha Alys. Que o construtor te mostre as teias do seu destino."

Na busca de desvendar todos os mistérios, ela terá que aprender sobre si mesma e sua descendência, além de lutar, fazer magias, se proteger e controlar os seus poderes. Do mesmo modo, Alys passará por vários desafios e provações, pois sua jornada será cheia de obstáculos e descobertas, deixando claro que a verdadeira guerra está só apenas começando.

"Nós, seres dotados de almas, somos interessantes Alys. Encontramos o que não estávamos procurando e perdemos o que tentávamos guardar. Nem as muralhas mais fortes resistem ao toque do vento, se feito no lugar certo."

A obra traz vários seres do universo mágico/fantástico como fadas, elfos, magos e dragões. Assim como a história é uma mistura de fantasia e ficção cientifica, uma combinação perfeita que abrilhantou ainda mais a trama. A escrita da Priscila Gonçalves é fluída, empolgante e viciante. O enredo é repleto de ação, suspense, emoção e bom humor, além de personagens completamente apaixonantes e carismáticos.

Alys é uma protagonista feminina muito forte e a forma como vamos descobrindo junto com a mesma tudo o que está para acontecer nos deixa cada vez mais envolvidos com a personagem.

"Eu sempre disse aos grandes sacerdotes. Profecias podem ser quebradas e maldições podem pesar mais do que grandes bençãos."

Outro personagem que gostei bastante foi o Ky que a todo momento se mostrou um verdadeiro amigo da protagonista, bem como fez de tudo para protegê-la. Kyer foi um personagem que fez toda a diferença e acredito que a trama não teria o mesmo brilho sem ele.

O livro foi uma agradável surpresa e já estou ansiosíssimo pela continuação, já que o final deste volume acabou me deixando muito tenso e com o coração na mão. Para quem curte o gênero, me arrisco a dizer que é uma leitura indispensável, principalmente para conhecer e apoiar os diversos talentos que temos na literatura nacional.


2. Amazon


0 comentários :

Postar um comentário