Resenha: Eva - Anna Carey

Título: Eva - Livro #1
Autora: Anna Carey
Edição: 2013
Nº de Páginas: 288
Editora: Galera Record



Sinopse: A guerra dos sexos está apenas começando… No futuro, uma praga mortal aniquilou a população da terra. Homens e mulheres seguem segregados. Os meninos são mandados para campos de trabalho forçado. As meninas, para Escolas onde aprendem uma profissão chave na reconstrução mundial. Mas as aparências enganam… E Eva está prestes a descobrir que a verdade pode ser muito mais terrível do que o vírus que varreu seu país. Está prestes a descobrir que seu futuro pode ser mais parecido com a da primeira mulher a levar seu nome.

Um vírus assolou a Terra e muitas pessoas perderam a vida, a população diminuiu bastante e, em tempos de pânico, o governo tem de tomar uma decisão, surgindo então a Nova América, uma cidade governada por um Rei.

Como mais de noventa e oito por cento da população foi morta pelo vírus, as crianças sobreviventes eram direcionadas para uma escola onde tinham educação, moradia, acompanhamento médico, segurança e uma vida feliz. Porém, nesse lugar só estudavam garotas e elas eram educadas de uma forma para ter aversão a garotos e homens, com exceção do Rei. Na escola todas as garotas aprendiam um ofício para exercer em Nova América quando estivessem em uma idade mais avançada.

A personagem Eva é a garota prodígio da escola. Com um histórico impecável, ela sempre se destacou entre as garotas. Arden, ao contrário, nunca foi feliz na escola, uma garota rebelde que adora pregar peças nas outras meninas. Ambas teriam o mesmo destino, se não fosse pela esperteza e coragem de Arden.

Arden descobre que não existem ofícios para elas, tampouco uma vida melhor em Nova América. O futuro reserva para aquelas alunas vários anos de uma vida de sofrimento, sendo utilizadas para reprodução de pessoas com o objetivo de repovoar o planeta. Arden, então, consegue fugir e diz para Eva sobre o destino dela. Logo de início ela não acredita até o momento em que vê tudo com os seus próprios olhos.

Nossa protagonista consegue fugir com a ajuda de uma das mulheres que trabalham na escola e percebe que o mundo lá fora não está nada fácil, pois o vírus devastou tudo e sobreviver sem nenhuma preparação não será uma tarefa tão simples.


Eva é um daqueles livros que me surpreendeu bastante e foi no quesito qualidade. O início do livro é bem lento, porém, pouco depois dos primeiros capítulos a obra se revela uma distopia inovadora. Quando, ultimamente, é cada vez mais difícil encontrar distopias que tenham originalidade, Anna Carey se sobressai com um enredo completamente diferente de tudo que já vi ou tive a oportunidade de ler. 

Com uma trama devidamente bolada e personagens desenvolvidos, como a protagonista Eva que é daquelas personagens frágeis, mas que no decorrer da trama se mostra bastante corajosa e muito fiel aos seus aliados. Além de que os personagens secundários também conseguem ser muito bem construídos e se mostram de uma forma muito boa no livro, ao ponto de gostarmos deles quase tanto quanto da protagonista. 

No geral, a obra contém a presença de uma ótima escrita, assim como um enredo interessante e diferente do que estamos acostumados, mas ainda assim com aquele ar de jovem adulto e o cenário do gênero distopia que nos é tão familiar. Tem uma narrativa simples e sem enrolação, o que torna o livro fluído e rápido de ler. Além disso, o modo como a história termina nos faz ansiar e muito pelo segundo volume e continuação da trilogia.

"Às vezes parece que tudo o que eu preciso saber eu não sei. E todas as coisas que sei estão completamente erradas."


Próximo volume da trilogia:









0 comentários :

Postar um comentário