Resenha: Lady Susan - Jane Austen

Título: Lady Susan
Autora: Jane Austen
Edição: 2014
Nº de Páginas: 152
Editora: LandMark


Sinopse: A história de ‘Lady Susan’ gira em torno de sua personagem principal, a bela e coquete Lady Susan Vernon (uma das melhores personagens criadas por Jane Austen, em tudo diferente às protagonistas de seus romances posteriores), uma viúva na casa de seus 30 anos, que busca um novo e vantajoso matrimônio para si, ao mesmo tempo em que tenta arranjar um casamento para sua filha com um homem rico e tolo que esta última despreza. Ela preenche sua agenda de compromissos com convites para visitas estendidas junto aos parentes de seu falecido marido e conhecidos por uma série de manobras astuciosas, de modo a atingir seu plano principal.

A personagem Lady Susan é uma mulher extremamente bela e charmosa, cujo engenho rápido sempre lhe garantiu um grande poder de manipulação. Viúva há poucos meses, ela se entregou aos prazeres da vida que na sua condição social lhe proporcionava, ao mesmo tempo em que tentava encontrar um marido rico para sua odiosa filha Frederica.

"Há um prazer primoroso em domar um espírito insolente, em fazer uma pessoa predisposta à antipatia reconhecer a superioridade da outra"

Entretanto, com o risco de se envolver em um escândalo, ela pede abrigo ao seu irmão e parte para uma temporada na cidade de Churchill. Prevendo meses tediosos pela frente, ela não se cansa de se corresponder com sua amiga, a Sra. Johnson, através de cartas com o intuito de saber todas as novidades de Londres enquanto passa um período descansando a sua imagem.

Contudo, as coisas não saem como ela esperava e a esposa do seu irmão, a quem ela sempre teve desprezo, não se mostra nenhum pouco influenciável pelo seu trato amável e sempre se mostra arredia a suas tentativas de aproximação.

"Há algo agradável em sentimentos tão facilmente manipuláveis, não que eu o inveje por tê-los – nem eu mesma os teria, por nada neste mundo – mas são tão convenientes quando um deseja influenciar as paixões do outro!"

Por causa disso, ela imaginava que em algum momento teria de partir antes do previsto, mas com a chegada de Reginald De Courcy na residência, ela ganha um importante aliado, pois ele não só é o irmão da sua cunhada, como também, um herdeiro rico que cairá completamente nas amarras da persuasão lançadas por Lady Susan. Tendo um tolo apaixonado aos seus pés, ela passa a brincar seriamente com a paciência da Sra. Vernon, que já não suporta mais ver o seu irmão enganado por tal mulher.

No entanto, com a tentativa de fuga da escola para damas por parte de sua filha Frederica, Lady Susan vê seus planos cuidadosamente planejados à mercê de forças que ela não poderá controlar completamente.



Lady Susan foi escrito de forma epistolar e sem nunca ter sido submetido a publicação pela autora, além do que a novela traz um novo olhar para as obras de Jane Austen.

A protagonista é muito diferente das mocinhas que estamos acostumados a encontrar nos livros da autora, uma vez que ela é uma mulher egoísta, intrigante e sem escrúpulos, muito atraente para os homens e que não tem vergonha nenhuma de seu relacionamento com um homem casado. Além do mais, a mesma subverte todos os padrões do romantismo literário por desempenhar um papel ativo, não ser apenas bonita, mas inteligente e espirituosa.

Eis que esse foi o romance mais irônico que já tive o prazer de fazer a leitura e o que mais gostei na narrativa da Jane Austen é a habilidade que a mesma tem de discorrer acerca das várias nuances da mente humana ao descrevê-los sob a ótica errônea de qualquer indivíduo minimamente influenciável.

A história da irreverente Lady Susan é cheia de paixão, veracidade, julgamentos precipitados e emoções tipicamente humanas, como a própria cobiça, a inveja, a sedução, a manipulação e a traição. Sendo assim, tenho certeza que os amantes de tramas recheadas de intrigas e diversão irão amar essa obra repleta de ironia e reflexão.







1. Saraiva
2. Amazon
3. Submarino


1 comentários :

  1. Jane Austen é maravilhosa, não é mesmo? Lady Susan é a típica protagonista que amamos odiar!
    Amei a resenha! Bjss

    http://www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir