Resenha: Serafina e a Capa Preta - Robert Beatty

Título: Serafina e a Capa Preta (Livro 1)
Autora: Robert Beatty
Edição: 2018
Nº de Páginas: 240
Editora: Valentina




Sinopse: Serafina nunca teve motivos para desobedecer ao seu pai e se aventurar além da Mansão Biltmore. Há espaço de sobra para ser explorado naquela casa imensa, embora ela precise tomar cuidado para jamais ser vista. Nenhum dos ricaços lá de cima sabe da existência de Serafina; ela e o pai, o responsável pela manutenção das máquinas, moram secretamente no porão desde que a garota se entende por gente. Mas quando as crianças da propriedade começam a desaparecer, somente Serafina sabe quem é o culpado: um homem aterrorizante, vestido com uma capa preta, que espreita pelos corredores de Biltmore à noite. Após ela própria ter conseguido – depois de uma incrível disputa de habilidades – escapar do vilão, Serafina arriscará tudo ao unir forças com Braeden Vanderbilt, o jovem sobrinho dos donos de Biltmore. Braeden e Serafina deverão descobrir a verdadeira identidade do Homem da Capa Preta antes que todas as crianças... A busca de Serafina a levará ao interior da mesma floresta que tanto aprendeu a temer. Lá, descobrirá um esquecido legado de magia, que tem relação com a sua própria origem. Para salvar as crianças, Serafina deverá procurar as respostas que solucionarão o quebra-cabeça do seu passado.

Em Serafina e a Capa Preta conheceremos uma menina de 12 anos, chamada Serafina, que vive escondida com o seu pai, que é o responsável pela manutenção das máquinas que ficam no porão da Mansão Biltmore.

"— Mas por quê?!? — Serafina exclamou, indignada. — Isso é horrível! Isso é muito cruel! — Só porque alguma coisa é diferente, não quer dizer que você simplesmente tenha o direito de jogar fora..."

Contudo, por nossa protagonista ter espaço de sobra para explorar e muita curiosidade, a mesma precisará tomar cuidado para não ser vista pelos moradores da casa, funcionários e hóspedes, uma vez que eles não têm a menor ideia da sua existência. Até que em um certo dia as crianças da propriedade começam a desaparecer e, aparentemente, apenas Serafina sabe quem é o responsável por isso: um homem misterioso e assustador, que veste uma capa preta e aterroriza a mansão durante a noite.

"— Uma sombra, uma assombração. Sabe, um fantasma. O Homem da Capa Preta pode ser algum tipo de espectro que sai da floresta à noite. Mas eu acho que ele é um simples mortal. Acho que é um dos cavalheiros de Biltmore."

Logo, depois de conseguir escapar do vilão, Serafina irá se juntar ao jovem Braeden, sobrinho dos donos da mansão, para descobrir a verdadeira identidade do homem e salvar as crianças desaparecidas. 

No entanto, o problema é que essa aventura levará Serafina para dentro da floresta que sempre foi aconselhada a temer, só que o que ela não imagina é que neste lugar irá ser revelado segredos sobre o seu próprio passado e a sua desconhecida origem.

"Agora sabia que havia forças mais sombrias no mundo, do que ela jamais imaginara, e outras mais luminosas também. Não sabia exatamente onde ela se encaixava naquilo tudo, ou em qual papel atuaria, mas agora sabia que era parte daquilo, parte do mundo, e não apenas uma observadora."

Eis que este exemplar é o primeiro volume de uma trilogia e deixa o leitor completamente envolvido com sua trama. É uma história misteriosa, com elementos de suspense, ação, sobrenatural, aventura e fantasia. Robert Beatty criou um enredo muito bem construído, além do que a obra é instigante e nos prende desde as​ primeiras​ páginas.

A personagem Serafina é bastante cativante, durante a leitura nós acompanhamos a jornada dela e passamos a compreender os seus receios. Ela não entende o porquê de seu pai tê-la escondido por tanto tempo e começa a questioná-lo a respeito disso. Do mesmo modo que, por ter sido isolada do convívio social e ter algumas "peculiaridades", ela acredita haver algo de errado consigo, o que a leva muitas vezes a achar que é estranha ou uma aberração.

A Editora Valentina está de parabéns por todo o trabalho gráfico realizado neste livro, visto que a capa está lindíssima e a diagramação está bem confortável.

É uma leitura muito agradável, reflexiva e envolvente, pois as páginas passam e nem se percebe. Indico demais, assim como estou curioso para ler os próximos volumes e acompanhar as próximas aventuras desta pequena heroína​.



Próximo Volume:













0 comentários :

Postar um comentário