Resenha: O Acordo - Elle Kennedy

Título: O Acordo - Série Amores Improváveis
Título Original: The Deal
Autora: Elle Kennedy
Edição: 2016
Nº de Páginas: 360
Editora: Paralela

Sinopse: Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto… Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha.Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.

Esse definitivamente foi um livro que quis devorar em um dia, embora não tenha feito por motivo de força maior chamado TCC (trabalho de conclusão de curso). Mas nem isso foi capaz de tirar da minha mente a história de Hannah e Garret e em dois tinha eu tinha terminado a obra e pulado para o segundo volume da série (não posso fazer nada se a autora é diva master).

Hannah é uma mocinha certinha, que sonha em se tornar uma grande artista da música e ajudar financeiramente seus pais, passando assim seu tempo focada nos estudos. E embora seja uma garota tímida, ela é  determinada, que deseja superar o passado e viver o presente aproveitando todas as oportunidades que lhe foram dadas. Garret, por sua vez, é o típico bad boy, capitão do time de hóquei, que busca aproveitar a vida intensamente, além das conquistas no gelo e das garotas que constantemente estão em sua cama. O único problema da estrela do hóquei são suas notas que estão de mal a pior e para isso ele precisará de alguém que lhe dê aulas particulares. E claro que não será qualquer pessoa a lhe dar aulas, mas a melhor aluna da faculdade: Hannah Wells.

Mas, não será assim tão fácil Garret convencer Hannah a ajudá-lo, afinal ela não o suporta. Entretanto, todo sacrífico será válido caso ela o faça melhorar sua média para que continue jogando. E então eles entram em um acordo: Hannah o ajuda com as notas enquanto Garret finge estar saindo com ela para chamar a atenção de um rapaz por quem ela está afim. Com certeza vocês já perceberam a furada desse acordo. Pois é, aos poucos eles vão se conhecendo e mostrando um outro lado de suas vidas que poucos ou ninguém conhecem.


Às vezes, as pessoas entram na sua vida e, de repente, você não sabe como foi capaz de viver sem elas antes. E já não consegue entender como vivia a vida, saía com os amigos e dormia com outras pessoas sem ter essa pessoa importante na sua vida.

Ao contrário do que muitos imaginam, Garret não é apenas o mocinho rico, lindo, egocêntrico e cheio de si que muitos acreditam ser. Muitos menos Hannah a nerd que faz parte do grupo de músicos e artistas, que é retraída. Ambos vão encontrar um no outro além do apoio e amizade, amor, compreensão e libertação.


Por que achei que poderia ser uma universitária normal? Não sou normal. Estou quebrada.

O enredo é narrado em primeira pessoa, tanto do ponto de vista de Hannah como de Garret, trazendo um tom bem humorado para a trama, afinal não tem como não se divertir com as discussões desses dois. Além disso, os personagens são bem construídos, maduros, com personalidades fortes e cativantes.

Garret é aquele tipo de rapaz determinado, responsável, que a gente olha e acha que a sua vida é linda, perfeita, quando na verdade sua história é de superação de uma vida traumática ao lado do pai, um homem violento, abusivo, ao qual transparecer ser outra pessoa para a mídia e um herói para os amigos do filho. E o que cativa na leitura é justamente ver como ninguém se conhece realmente e como as aparências nos enganam a tal ponto de muitas vezes sermos até preconceituosos.


“– Como pude passar tanto tempo sem perceber você, caramba? Por que precisei ver uma porcaria de um dez na sua prova para prestar atenção?
Ele soa tão genuinamente chateado que eu me arrasto para junto dele e o beijo.
– Não importa. Agora você me conhece.”


Foi emocionante ver o desabrochar de Hannah e Garret, a cumplicidade criada entre eles, a amizade que surge durante os momentos de estudo, das noites regadas a pizza, confissões e séries (eles amam maratonar séries).

Os personagens secundários, os amigos de Garret e de Hannah foram fundamentais para a construção do enredo, principalmente para entender o que virá nos próximos livros da série (cada livro conta a história de um personagem diferente).

E mesmo sendo um livro clichê, com um final bem previsível, eu me vi apaixonada pela leitura, pelos personagens e não acreditei quando acabou. Foi tudo tão rapidinho (li em dois dias). O que deu um certo alívio (mais ou menos) foi saber que tinha outros livros da série já lançados e como não aguentei esperar, fui correndo ler o próximo. Estou viciada nos livros da Elle Kennedy!

Então, nem preciso dizer o quanto recomendo a leitura porque é muito óbvio. A pessoa aqui se encontra apaixonada por essa série.

Próximo da série:



1. Saraiva
2. Amazon

0 comentários :

Postar um comentário