Resenha​: Aventuras de Alice no País das Maravilhas & Através do Espelho e O Que Alice Encontrou Por Lá - Lewis Carroll

Título: Aventuras de Alice no País das Maravilhas & Através do Espelho e O Que Alice Encontrou Por Lá
Autor (a): Lewis Carroll
Tradução: Maria Luiza X. de A. Borges
Ilustrações: John Tenniel
Editora: Zahar
Nº de Páginas: 320
Edição: 2010


Sinopse: Passados quase 150 anos da publicação original, a clássica história de uma menina chamada Alice, que entra em uma toca atrás de um coelho falante e cai em um mundo de fantasia, continua popular. Essa charmosa edição de bolso, com capa dura e ilustrações originais de John Tenniel, reúne Aventuras de Alice no País das Maravilhas e sua continuação, Através do espelho e o que Alice encontrou por lá. Obra-prima que não pode faltar na sua biblioteca.

O livro traz a história de Alice, que num dia qualquer vê um coelho comum com um relógio na mão dizendo que está atrasado. A aventura começa quando, ao seguir o animal, a garota acaba caindo em um buraco e indo em direção ao País das Maravilhas para viver muitas aventuras.

Na continuação, Alice Através do Espelho, nossa querida personagem está com sete anos de idade, um pouco mais madura que no primeiro livro. Ela está sentada em uma poltrona da sala de sua casa em uma tarde de inverno, sonolenta e observando a gata Dinah dar banho na filhotinha Snowdrop, ao mesmo tempo em que Alice dá broncas na Kitty, a outra gatinha, por conta da bagunça que ela fez com o novelo de lã. Enquanto isso, a garota fica fazendo suposições sobre o espelho que há em cima da lareira de sua casa. Sua teoria é que existe um outro mundo através do espelho, diferente daquele em que ela se encontra. E, quando menos se espera, Alice estará do outro lado.

Do outro lado do espelho, Alice se depara com a Rainha Vermelha e o Rei Vermelho em um tabuleiro de xadrez na sala, de lá ela vai para o jardim e conversa com as flores e outras criaturas até conseguir chegar a um ponto alto e perceber que ela mesma se encontra em um tabuleiro de xadrez. Todos os passos de Alice são jogadas que a aproximam cada vez mais do outro lado do tabuleiro, onde ela poderá se tornar rainha.



A primeira publicação de Alice no País das Maravilhas ocorreu em 1865. E em 1871 o autor lançou a continuação, Através do Espelho e o que Alice encontrou por lá. O autor desta obra clássica é o matemático Charles Lutwidge Dogson, que publicou o livro sob o pseudônimo de Lewis Carroll.

As Aventuras de Alice no País das Maravilhas e Através do Espelho e o que Alice Encontrou por Lá são duas histórias extremamente interessantes, além de serem leituras leves e divertidas, recheadas de críticas ao comportamento humano.

A trama é repleta de situações fantasiosas, inusitadas e esquisitas, assim como a existência em seu núcleo de personagens peculiares e cativantes. As histórias são curtas e fluídas, a ponto de você não querer desgrudar do livro. A escrita é simples e fácil de ser lida. Indico a leitura!

"– Poderia me dizer, por favor, que caminho devo tomar para ir embora daqui?
– Depende bastante de para onde quer ir. – respondeu o Gato.
– Não me importa muito para onde. – disse Alice.
– Então não importa que caminho tome. – disse o Gato."

2 comentários :