Resenha: Cretino Abusado - Vi Keeland e Penelope Ward

Título: Cretino Abusado
Autoras: Vi Keeland e Penelope Ward
Ano: 2017
Páginas: 272
Idioma: Português
Editora: Essência

Sinopse: Após ser traída pelo ex-namorado – chefe da firma de advocacia em que trabalhava – Aubrey decide que precisa de um recomeço. Deixa tudo para trás e aceita um emprego em uma startup na Califórnia, Estados Unidos, e parte em uma viagem de carro que mudará toda a sua vida.

Em uma parada na estrada, Aubrey conhece Chance, um homem atraente que viajava de moto. Com o corpo perfeito e sotaque australiano, o ex-jogador de futebol era bem convencido e arrogante. Quando sua moto quebra, Chance precisa da ajuda de Aubrey. Ele promete levá-la em segurança até seu destino em troca de uma carona, e os dois decidem seguir viagem juntos.

Aubrey está traumatizada após seu último relacionamento, mas sente uma atração incontrolável por aquele cretino abusado. Apesar da ligação cada vez mais forte entre os dois, Chance guarda um segredo que poderá separá-los para sempre.

Aubrey está recomeçando sua vida e, após descobrir a traição do namorado cretino, ela decide mudar-se de cidade e começar um novo emprego em uma nova vida. Assim, ela parte em uma viagem rumo a Califórnia, decidindo por percorrer o trajeto em seu carro, ao qual ela pode aproveitar um pouco para pensar e também curtir a vista. Em uma parada para reabastecer o carro e seu estômago, ela conhece Chance, um deliciosamente charmoso e carismático australiano, com um sotaque de babar, entretanto o primeiro contato dos dois é um tanto quanto desastroso. 

Inicialmente ela estava tendo sonhos vividos com a moto do cara, depois acaba por secar o cara (afinal, a carne é fraca rsrs), mas logo em seguida os dois acabam entrando em uma discussão boba, mas o destino é descarado e, devido a alguns problemas técnicos, Chance e Aubrey precisam seguir viagem juntos. Serão dias e dias na estrada, compartilhando mais do que o mesmo espaço.

Durante a viagem, eles ficam íntimos e criam um vínculo de afeto muito forte, mesmo que em um curto período de tempo. Dividindo experiências e momentos únicos, eles se tornam mais unidos a cada dia, até mesmo adotam um peculiar bicho de estimação, um cabrito, após uma cômica e inusitada situação. Entretanto, quando Aubrey acredita ter encontrado o seu para sempre, ela acorda sozinha, sem nenhum sinal ou pista de para onde Chance foi, ou se sequer voltará. Com o coração partido e sua cabra de estimação, ela segue viagem, rumo ao seu destino e a sua nova vida, mesmo que cada passo seja doloroso e que cada pensamento seja voltado para Chance. 

Até esse momento o livro é narrado por Aubrey, então temos uma passagem de tempo e a segunda parte do livro é narrada por Chance, nosso australiano delícia, que irá nos contar sua versão da história.

Chance passou por um momento realmente difícil em sua vida, onde a única força que o fez seguir em frente e superar todas as dificuldades, foram as lembranças de seus momentos com sua princesa, Aubrey. Agora, finalmente ele pode tentar encontrá-la, porém, o medo da rejeição ou de encontrá-la feliz nos braços de outro, o deixa angustiado. Depois de resolver alguns detalhes de sua vida, ele parte em busca da mulher com quem viveu os melhores dias de sua vida e que cativou e capturou seu coração.

O reencontro do casal não sai como o planejado, Aubrey está muito magoada e ferida. Chance a entende, mas não está disposto a perder facilmente e vai dar tudo de si para conseguir uma segunda chance com sua princesa.

Ai Meu Coração! É muito amor, é muita fofura, é muita paixão e muita comédia! Mais uma vez Vi Keeland e Penelope Ward conquistaram meu coração de leitora. Embora Cretino Abusado seja o primeiro livro da série Cocky Bastard (e único da série publicado no Brasil até o momento), foi o último da série que li (como já havia mencionado em outras resenhas, aqui do blog), pois devido à falta de informação, acabei lendo os livros fora de ordem, do último para o primeiro. E, sinceramente, não me arrependo de ter deixado Chance para o final, pois foi sensacional, principalmente que só então liguei os pontos de suas aparições nos livros posteriores da série. 

Como se tornou característico dessas autoras, Cretino Abusado é um livro onde o romance está permeado de bom humor, com cenas cômicas e divertidas, uma boa dose necessária de drama que irá levar nossos mocinhos a se afastarem, mas o distanciamento é algo produtivo para eles, pois os faz crescer e amadurecer para que, quando o reencontro acontecer, eles estejam preparados para firmar uma relação, afinal os mocinhos dessas autoras são mocinhos que dialogam, que tentam se entender e encontrar uma solução, não se valendo de bens materiais ou suas gordas contas bancárias. É lindo como cada livro traz uma mensagem, um ensinamento, como vemos eles crescendo como pessoa. São detalhes pequenos, mas que acrescentam um toque de realidade a história e isso só tende a deixar mais prazerosa a leitura.

A narrativa em primeira pessoa é intercalada entre os personagens, sendo que um predomina na primeira parte e o outro na segunda, nos levando a conhecer melhor cada um deles e a criar laços de afinidade e empatia. O desenrolar da trama é muito bonito, o enredo é elaborado de forma simples, mas muito deliciosa, e agora entendo o porquê de as fás amarem tanto o Chance, simplesmente não pude não me apaixonar pelo cara.

Terminei o livro com um sentimento gostoso e saudoso, pois, por mais satisfeita que eu esteja com o final, não dá para deixar de desejar que o livro tivesse mais 300 páginas pela frente para ler!









1. Amazon

0 comentários :

Postar um comentário