Resenha: As Mil Partes do Meu Coração - Colleen Hoover

Título: As Mil Partes do Meu Coração (Without Merit)
Autora: Colleen Hoover
Edição: 2018
Nº de Páginas: 336
Editora: Galera Record


Sinopse: Autora best-seller do New York Times aborda relacionamentos e transtornos mentais em uma narrativa que discute os limites do que é normal.

Para Merit Voss, a cerca branca ao redor da sua casa é a única coisa normal quando o assunto é sua família, peculiar e cheia de segredos. Eles moram em uma antiga igreja, batizada de Dólar Voss. A mãe, curada de um câncer, mora no porão, e o pai e o restante da família, no andar de cima. Isso inclui sua nova esposa, a ex-enfermeira da ex-mulher, o pequeno Moby, fruto desse relacionamento, o irmão mais velho, Utah, e a gêmea idêntica de Merit, Honor. E, como se a casa não tivesse cheia o bastante, ainda chegam o excêntrico Luck e o misterioso Sagan. Mas Merit sente que é o oposto de todos ali.

Além de colecionar troféus que não ganhou, Merit também coleciona segredos que sua família insiste em manter. E começa a acreditar que não seria uma grande perda se um dia ela desaparecesse. Mas, antes disso, a garota decide que é hora de revelar todas as verdades e obrigá-los a enfim encarar o que aconteceu. 

Mas seu plano não sai como o esperado e ela deve decidir se pode dar uma segunda chance não apenas à sua família, mas também a si mesma. As mil partes do meu coração mostra que nunca é tarde para perdoar e que não existe família perfeita, por mais branca que seja a cerca.

O livro traz a história da Merit Voss, que mora em uma antiga igreja com a sua família bastante peculiar. Acontece que, a sua mãe, Victoria, que teve câncer, agora tem que morar no porão da casa, pois seu pai se casou com a sua ex-enfermeira que, por coincidência tem o mesmo nome que Merit, e ainda, através desta relação, tiveram um filho.

O relacionamento dela com os irmãos também não é um dos melhores, visto que sua irmã gêmea, Honor, teve um namorado que morreu há algum tempo, e agora ela só namora com caras que estão em situações terminais, e seu outro irmão, Utah, também não lhe trata muito bem.

"Às vezes a curiosidade me consome tanto que quero perguntar a eles a hora exata em que os dois começaram a estragar a vida da minha mãe. Mas isso significaria que íamos discutir abertamente um segredo e, nesta família, não fazemos isso. Enterramos nossos segredos numa sepultura mais funda do que aquela na qual Victoria quer que minha mãe caia."

E por conta desses conflitos e também por estar sendo sempre destratada pela sua família, Merit começa a pensar que a única coisa que a família tem de normal é a cerca branca no quintal.


Merit parou de frequentar a escola e, aparentemente ninguém da família notou isso. Ela coleciona troféus que não ganhou desde que um namorado terminou com ela em uma situação bem íntima, e é assim que ela acaba conhecendo Sagan, um garoto misterioso que a observa enquanto ela compra um troféu, e a beija simplesmente do nada. 

Sagan logo descobre que a confundiu com a sua irmã Honor e Merit descobre que tudo não passou de uma grande confusão, e resolve esquecê-lo, afinal, ele é o namorado de Honor. Mas, para piorar, Sagan começa a morar na casa de Merit e ela percebe que agora será mais difícil ainda esquecê-lo.

No meio disto tudo, a saúde mental de Merit vai de mal a pior, pois ela não consegue mais aguentar os segredos de toda a sua família, e o fato da cidade inteira inventar boatos sobre eles. A vida de Merit parece um pesadelo, e ela começa a pensar que talvez ninguém irá notar a sua ausência, e que talvez a melhor solução para seus problemas seria se ela simplesmente deixasse de existir.


Pense em um livro que mexe com as suas emoções e te surpreende por lhe apresentar através de personagens problemáticos uma história comovente, além de abordar temas de grande relevância e que merecem serem discutidos.

A depressão, o suicídio e os transtornos mentais, são temas que ainda permeiam por nossa sociedade. Precisamos dar a devida atenção a essas questões e a autora cumpriu muito bem o seu papel de chamar a atenção do leitor ao despertar nele o interesse para que busque mais informações sobre o assunto, que fique atento aos sinais que muitas vezes podem passar por despercebidos.

"Nem todo erro merece uma consequência. Às vezes a única coisa que ele merece é o perdão."

Gostei sobremaneira da evolução dos personagens e da condução da trama. A escrita da Colleen Hoover continua cada vez mais envolvente. Esta obra com certeza entrou para o rol dos meus favoritos da autora.

A Colleen dá no leitor durante a leitura um belo tapa na cara com o objetivo de fazer as pessoas, literalmente acordarem para a vida, e fica o seguinte questionamento: será que a morte é realmente a melhor saída para os nossos problemas?

A autora exemplifica nesta história com exatidão a postura de uma pessoa com depressão, desde os seus sentimentos mais reclusos até o desejo de se afundar a cada dia mais por não conseguir perceber o mal e a escuridão que muitas vezes lhe assombra,  assim como mostra com sucesso os casos em que a família só percebe que a pessoa precisa de ajuda quando esta já alcança o seu limite.

"Não são os problemas com que as pessoas ficam obcecadas por tanto tempo. É que ninguém tem a coragem de dar o primeiro passo para falar desses problemas."

Por fim, As Mil Partes do Meu Coração traz uma trama que irá lhe emocionar, abrirá seus olhos, lhe encantará e, acima de tudo: mostrará que o suicídio não é a solução mais fácil quando a vida sendo vivida da forma correta vale muito mais a pena.

13 comentários :

  1. Ainda não conseguir iniciar a leitura desse livro (nunca li nada da autora). Mas está na minha lista de desejados e espero iniciar a leitura em breve <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é incrível, recomendo todos os livros dessa autora, depois quero saber a sua opinião! Beijos. :)

      Excluir
  2. Estou com esse na estante e quero acrescentar nas leituras desse mês.
    Essa é a primeira resenha que leio e já vi que não vou me decepcionar. Os temas abordados não são fáceis de falar e pelo visto CoHo arrebenta. Fiquei mais ansiosa para ler.

    Abraços,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia, o livro é incrível e recheado de surpresas. CoHo arrasa sempre! 😄

      Excluir
  3. Que post incrível! Amei demais ler esse livro da Colleen Hoover, sério❤. Adorei ler a sua resenha também e ótimo mencionar quotes que você escolheu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tiveram vários​ quotes incríveis que eu queria ter colocado na resenha, mas fiquei com medo de eles acabarem dando spoiles, rsrsrs. Obrigado pela visita!

      Excluir
  4. Ahhhh, estou louca na possibilidade de ler esse livro!Mas te confesso que estou com três da autora pendentes! Hahaha! Na minha estante há: "O Lado Feio do Amor", "Assim que Acaba", e acabei de comprar "November 9", que irei ler esse mês em um grupo de leitura que participo!

    ResponderExcluir
  5. Voltei! Sem querer cliquei em publicar! Kkkkkk! Não repare! Rsrsr! Falando sobre a resenha, me deu mais vontade ainda de ler o livro e a escrita da autora! Prometo que irei me organizar! Rsrsr!
    O blog de vocês é lindo, e nos traz dicas que me deixaram apaixonadas!
    Quero estar mais vezes por aqui!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Lado Feio do Amor é o meu livro favorito da CoHo, antes era O Lado Feio do Amor, então... Qualquer um dos dois que vc ler vai ser uma otimó leitura. Depois quero saber o que vc achou dos livros da autora.

      Excluir
  6. Esses assuntos são muitíssimo importantes e concordo que devem ser discutidos sim! Mas confesso que tenho dificuldades em ler livros assim, pela carga emocional mesmo. Adorei a resenha!

    Beijinhos ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dê uma chance e se aventure nessa história, vc irá amar.

      Excluir
  7. Oi! Tudo bem?

    Sendo livro de Coleen Hoover eu já sei que vai mexer demais comigo, quebrar o meu coração em pedaços de tanta intensidade - especialmente em se tratando de um tema tão delicado como suicídio e depressão, que são muito próximos de mim. Não sei se leria por agora (ainda preciso me recuperar de "Tarde Demais"), mas com certeza está na minha lista de livros que devem ser lidos. Obrigada pela indicação!

    Literalize

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou muito ansioso para ler Tarde Demais, espero gostar tbm.

      Excluir