Resenha: As Crônicas de Bane - Cassandra Clare

Título: As Crônicas de Bane
Autoras: Cassandra Clare; Maureen Johnson; Sarah Rees Brennan
Edição: 2014
Editora: Record/
N° de Páginas: 388



Sinopse: Nesta edição ilustrada, são narradas as mais diversas aventuras do feiticeiro imortal Magnus Bane, das aclamada séries de Cassandra Clare. Entre escapadas no Peru e resgates reais na Revolução Francesa, acompanhe fragmentos da vida do enigmático mago ocorridos em diversos países e períodos históricos, com aparições de figuras conhecidas como Clary, Tessa, Will e Alec, personagens de Os Instrumentos Mortais e As Peças Infernais.


As Crônicas de Bane é um livro de contos que foca nas entrelinhas deixadas dentro dos livros das séries dos Caçadores de Sombras, conta um pouco sobre as aventuras e experiências mais importantes e interessantes vividas por Magnus Bane, esse personagem ícone que tem participação garantida em todas as obras da tia Cassandra Clare. Considero esse livro um “por trás das câmeras”, onde não vemos o personagem pronto e em ação, mas ainda se constituindo, crescendo, como o farrista PHD se torna o Alto Feiticeiro do Brooklyn.

Acompanhamos o Feiticeiro em vários momentos de sua longa vida imortal, conhecendo um pouco sobre sua vida amorosa, a relação com os Caçadores e a Clave, e claro vamos matar a saudade de alguns outros personagens queridos como Will, Tessa, e Clary, conheceremos um pouco sobre personagens que serão melhor apresentados em outras obras, e vemos também a relação de amizade de Magnus com Catarina Loss e Ragnor Fell, outros dois importantes feiticeiros dentro das histórias principais.


Dentre as entrelinhas que achei mais interessante terem sido esmiuçadas foi a relação de Camille e Magnus, sempre tive curiosidade de saber como se deu o romance entre eles como ele lidou com os sentimentos que a vampira provocou nele, e como Raphael Santiago entrou na vida do Feiticeiro, esse por sinal é um dos meus contos favoritos, acabei até amando ainda mais esse vampiro. Outro momento ápice da história foram os encontros de Magnus com os Herondales ao longo do tempo, a relação de Bane com essa família é longa, e mostra muito do amadurecimento de certas ideias e pensamentos do feiticeiro sobre amor, amizade e sobre os Caçadores em si.


E também descobri que sou oficialmente tiete dos Herondale, não tem jeito rsrs. Um conto que mexeu comigo foi sobre o Círculo de Valentin, todo o ódio e preconceito que ele pregava, a forma que ele destruiu a vida de tantas pessoas, é um conto intenso, que também molda muito algum pensamentos e atitudes do Feiticeiro. E não poderia deixar de mencionar o conto sobre o primeiro encontro de Magnus e Alec, que foi completamente apaixonante, como os dois iniciaram esse romance tão lindo, que vimos crescer ao longo dos livros, o início foi tão delicado e cheio de barreiras, mas eles venceram tudo, é encantador!

Depois de ler As Crônicas de Bane me tornei ainda mais encantada por esse personagem e aguardo ansiosa por mais aparições dele nos próximos livros!







1. Amazon

0 comentários :

Postar um comentário